PREFEITURA DE SALVADOR: O PT ESTÁ COMETENDO O MESMO ERRO DE 2016

PREFEITURA DE SALVADOR: O PT ESTÁ COMETENDO O MESMO ERRO DE 2016

O PT da Bahia parece decidido a cometer os mesmos erros da eleição de 2016, quando só decidiu quem seria seu candidato a prefeito faltando cerca de quatro meses antes da eleição. Alice Portugal, do PC do B, após longo processo de discussão partidária, foi apoiada pelo PT, e teve então de enfrentar ACM Neto que, candidato a reeleição, já estava nas ruas há muito tempo.

Na eleição de 2020, o script parece semelhante e o ano de 2020 vai começar sem que o partido do governador tenha a menor ideia de quem vai ser seu candidato na disputa, enquanto o candidato do Prefeito ACM Neto, Bruno Reis, já está em campanha há quase um ano. O PT se debate com as dúvidas de sempre: num lado uma inflação de pré-candidatos puro-sangue sem qualquer densidade eleitoral, no outro um pré-candidato, Guilherme Belintani, que possui densidade eleitoral e capacidade de crescimento e é a menina dos olhos dos caciques partidários, mas que não passa na garganta da militância.

O governador Rui Costa, por outro lado, passa por um momento semelhante ao de ACM Neto, na disputa pelo governo do estado em 2018. Naquela oportunidade, Neto sabia que Rui Costa era de longe o favorito e, por isso, não aceitou enfrenta-lo, nem se envolveu na campanha,  passando ao largo da disputa. Agora, Rui Costa sabe do favoritismo do candidato de Neto e, se pudesse, passaria ao largo dessa eleição em que ele tem pouco a ganhar. Mas o fato é que o PT, quanto mais demora na escolha do candidato que vai apresentar a população de Salvador, mais tempo perde em termos de competitividade eleitoral. (EP – 23/12/2019)

*Esta coluna entrará em recesso a partir desta segunda-feira.