BAHIA INVEST

MELANCIA COM SEMENTES COMESTÍVEIS E CASCA ESCURA SE DESTACA NA BAHIA
MELANCIA COM SEMENTES COMESTÍVEIS E CASCA ESCURA SE DESTACA NA BAHIA

Uma espécie de melancia que tem menos semente, é menor e possui a casca mais escura vem crescendo no mercado do extremo-sul da Bahia. Além dessas características, a melancia pingo doce possui sementes comestíveis. No país, apenas 20 produtores plantam esse tipo de melancia, que foi desenvolvida em 2016, na Espanha. Na Bahia, apenas um: o agricultor Pedro Orita, da cidade de Teixeira de Freitas, no sul do estado.

Para ele, a espécie de melancia possui maior valor agregado e, desta forma, ele espera alavancar as vendas. “A gente está no projeto, logicamente no intuito de ter mais qualidade no mercado e um preço agregado melhor. O preço dela não varia. Até o momento é um preço fixo. Estabelecido o preço, então não tem variação”, afirmou Orita.

Conforme o G1, a produção da espécie é mais trabalhosa, por ser uma planta triploide, que só tem fêmeas. Por isso, precisa ser plantada junto com outras variedades, para fazer o cruzamento, enquanto as abelhas se carregam da polinização. O resultado do trabalho é uma fruta com casca escura e menor, pesando entre 6 Kg a 8 Kg, e com menos sementes, que são comestíveis. Isso faz com que a fruta demore a estragar. Além disso, o sabor da melancia é bem doce.

SETOR EÓLICO É BENEFICIADO COM MODELO DE REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA
SETOR EÓLICO É BENEFICIADO COM MODELO DE REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA

A regularização fundiária na Bahia, garante aos projetos de energia eólica a participação nos leilões de energia e a comercialização no mercado livre. De 2016 a 2018 foram emitidos cerca de 200 títulos de terras e mais de 110 áreas arrecadadas em 16 municípios, o que beneficiou sete empresas que atuam neste segmento. Outros 277 processos estão em tramitação. Entre os municípios onde ocorreram as titulações estão Ibitiara, Ipupiara, Boninal, Novo Horizonte, Gentio do Ouro, Sento Sé, Sobradinho, Juazeiro, Campo Formoso, Caetité, Guanambi, Pindaí, Riacho de Santana, Brotas de Macaubas, Araci e Tucano.

O diretor técnico da ABEEólica (Associação Brasileira de Energia Eólica), Sandro Kiyoshi Yamamoto, ressalta que a regularização fundiária é um tema fundamental para as empresas habilitarem seus projetos no leilão e no mercado livre da Aneel. “A transparência no diálogo entre representantes do governo e o investidor é a fórmula do sucesso para os investimentos. O país avança e o estado da Bahia avança junto como protagonista das energias renováveis”, afirma.

CABOTAGEM NO TECON SALVADOR SUPERA MAIS UM RECORDE
CABOTAGEM NO TECON SALVADOR SUPERA MAIS UM RECORDE

A movimentação de cargas por navegação em águas costeiras por cabotagem realizada no Terminal de Contêineres do Porto de Salvador superou o recorde histórico mensal e acumulado no 1º trimestre de 2019. O melhor resultado mensal no histórico do Terminal foi alcançado em março, com a movimentação de 5.149 contêineres. O maior volume, até então, tinha sido 5.018 contêineres, em agosto passado. Março também alavancou o índice em 47% em relação ao mesmo período em 2018. Polímeros (+210%) e Siderúrgicos e Metalúrgicos (+326%) foram os segmentos de destaque. De janeiro a março, o recorde de cabotagem foi conquistado com o transporte de 12.473 contêineres cheios (+22%).

A sequência de recordes evidencia a consolidação do modal como opção para o transporte de cargas pela costa brasileira que, para trechos mais longos, para além de ser mais seguro e com menos chances de avarias, a redução de custos logísticos pode chegar a 30%. “No Tecon Salvador, a cabotagem alcança recordes seguidos, com média de crescimento anual de 10%.  Os resultados são fruto de um esforço em conjunto entre nossa equipe comercial e armadores, e apesar de já ser um case de sucesso, nosso empenho continua no sentido de apoiar novos clientes/cargas”, avalia Patrícia Iglesias, diretora comercial do Tecon Salvador.

Resultados gerais – Já a movimentação geral de cargas em março foi de 17.231 contêineres, 21% a mais que o mesmo período de 2018, tendo também os segmentos de Polímeros diversos (+42%), Siderúrgicos e Metalúrgicos (61%), seguido de Arroz (+52%) como os mais representativos. No fechamento do trimestre, o aumento foi de 11%, com 50.106 contêineres.

Foram destaque no mês, os segmentos: Siderúrgico e Metalúrgico (+33%) e Açúcar e derivados (+100%); e no trimestre, também Siderúrgico e Metalúrgico (+22%), além de Calçados e partes que compõem o produto (+24). Na exportação, o embarque de Frutas do Vale do São Francisco, uma das principais cargas movimentadas, puxou o índice de crescimento do mês com alta de 81% e no trimestre com alta de 38%, com a Europa como principal destino. As cargas de importação do mês de março com mais representatividade foram: Peças e Equipamentos (+79%), Borracha e suas obras (+60%) e Minérios (+56%). No trimestre, os destaques foram: Peças e Equipamentos (+49%), Produtos de Varejo (+25%) e Polímeros Diversos (+20%).

 

 

ORTOBOM VAI INVESTIR R$ 40 MI EM NOVA FÁBRICA NA REGIÃO METROPOLITANA DE SALVADOR
ORTOBOM VAI INVESTIR R$ 40 MI EM NOVA FÁBRICA NA REGIÃO METROPOLITANA DE SALVADOR

Um protocolo de intenções foi assinado nesta terça-feira (16) entre a Secretaria de Desenvolvimento Econômico do estado e a Indústria Baiana de Colchões e Espumas, para implantação de uma nova fábrica da Ortobom. A unidade produtiva terá investimentos de R$ 40 milhões e pode gerar 591 empregos diretos na Região Metropolitana de Salvador.

Para o gerente Geral da Ortobom, Fernando Correia, os subsídios do Governo do Estado têm assegurado o crescimento da cadeia produtiva na Bahia, além da manutenção dos empregos diretos e indiretos. “A empresa está na Bahia faz 41 anos e o apoio do governo, via SDE, tem sido fundamental para mantermos nossos funcionários, as 220 lojas que temos franqueadas no estado e ainda valoriza o trabalho feito por nossa fábrica daqui”, afirmou. A nova unidade terá capacidade de produção de 759 toneladas de blocos de espumas, por mês, e 85 mil unidades/mês de colchões, box, baú, colchonetes e derivados.

EMPRESA BAIANA É SELECIONADA PARA TOUR TECNOLÓGICO INTERNACIONAL
EMPRESA BAIANA É SELECIONADA PARA TOUR TECNOLÓGICO INTERNACIONAL

Um tour levará cinco empresas para representar o Brasil nas três maiores conferências tecnológicas do mundo. E, das escolhidas, uma será da Bahia: a Safeticket, grupo que oferece soluções na área de eventos. Segundo informações do Correio*, a série de viagens começará no dia 1º de maio, com presença na TechDay, em Nova York, nos Estados Unidos. Em seguida, entre os dias 16 e 19, a trupe seguirá para Paris, na França, onde acontecerá o Viva Technology. Depois, é a vez de Toronto, no Canadá, de 20 a 24 do mês.

“Ficamos à frente de milhares de startups de todo o país pois enxergaram que estamos prontos para internacionalização. Desde 2012, já atendemos milhões de clientes e temos muita demanda de clientes estrangeiros”, garante Uasden Ferreira, CEO da Safeticket, instalada no HUB Salvador.

“Fechamos nossa primeira rodada de investimentos e estamos negociando com investidores internacionais para acelerar nossa expansão, que envolverá a contratação de pelo menos 50 pessoas ainda este ano”, complementou Fred Santoro, CMO da empresa. A seleção foi feita pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimento (Apex-Brasil), vinculada à estrutura do Ministério das Relações Exteriores.

ABRASEL APOIA PROPOSTA DE ISENÇÃO DO ICMS NO PELOURINHO
ABRASEL APOIA PROPOSTA DE ISENÇÃO DO ICMS NO PELOURINHO

A Associação de Bares e Restaurantes da Bahia (Abrasel) elogiou a proposta dada pela Secretaria de Turismo que visa isentar imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) nos estabelecimentos comerciais do Centro Histórico de Salvador. A entidade acredita que a medida, que será aplicada em bares, restaurantes e hotéis, pode abrir portas para novas políticas de incentivo ao setor. “Toda forma de incentivo e desburocratização é fundamental para a atração de novos investimentos do setor turístico da nossa cidade”, afirma o presidente do conselho de administração da Abrasel, Daniel Alves.

EX-CASA DO GOVERNADOR, O PALÁCIO RIO BRANCO PODE VIRAR HOTEL
EX-CASA DO GOVERNADOR, O PALÁCIO RIO BRANCO PODE VIRAR HOTEL

Quando Thomé de Souza desceu de uma nau e enfiou o pé na areia de onde hoje está o Porto da Barra, com a missão de governar, a partir da Bahia, a Colônia inteira, tratou logo de fazer um puxadinho para morar. A Casa do Governador, como era chamada, foi feita de taipa e barro em 1549. Mais tarde, foi substituída por alvenaria e cal. O hoje Palácio Rio Branco não lembra nem de longe a construção original do século XVI. O lugar que serviu de moradia para governadores até 1908 pode, agora, virar hotel. A coluna de Ronaldo Jacobina, do jornal Correio, antecipou que o grupo português Vila Galé vai apresentar uma proposta ao governo da Bahia, que administra o prédio histórico. Lá, hoje, funciona o Memórial dos Governadores Republicanos da Bahia.

O estilo neoclássico e art nouveau chama a atenção de quem passa pela Praça Municipal, no Centro de Salvador. O prédio é antigo. Todos os objetos que decoraram os salões, como mobiliário, quadros e lustres têm, pelo menos, décadas de existência. A maioria é centenária. Nesses 470 anos, a Casa do Governador, que abrigava também a sede do governo, primeiro da Colônia e depois da Bahia, foi invadida, bombardeada, destruída pelo tempo e quase incendiada. Foram tantas as transformações que ocorreram entre aquelas paredes que o prédio precisou ser reformado seis vezes. O desenho mais recente é de 1919. Reis, rainhas, príncipes, princesas e outros chefes de estado dormiram, almoçaram e se divertiram no Palácio Rio Branco, batizado assim em homenagem ao barão de mesmo nome. O primeiro hóspede ilustre foi D. João VI, de Portugal, que se hospedou com parte da família real, em 1808.

Em 1826, foi a vez do filho dele, o imperador D. Pedro I, a imperatriz Leopoldina e a princesa Maria da Glória, futura rainha de Portugal. Já em 1859, D. Pedro II e a imperatriz Tereza Cristina também se hospedaram no local. O último integrante da realeza que aproveitou do palácio foi a rainha da Inglaterra Elizabeth II, em 1968. É mole?

ASSEMBLEIA BAIANA APROVA INCENTIVO FISCAL PARA QUEM FABRICA PRODUTOS DO REFINO DE PETRÓLEO
ASSEMBLEIA BAIANA APROVA INCENTIVO FISCAL PARA QUEM FABRICA PRODUTOS DO REFINO DE PETRÓLEO

Entre os projetos aprovados pela Assembleia Legislativa da Bahia (Alba) nesta terça (9), por unanimidade, os parlamentares liberaram a concessão de crédito presumido do ICMS em operações realizadas por estabelecimentos que fabriquem produtos do refino de petróleo.

O texto prevê redução de 90% dos valores de multas por infrações e atrasos no pagamento do Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação (ICMS). A concessão valerá para contribuintes que desempenham atividades de refino de petróleo e de gás natural.

“O projeto é de interesse do Estado e de diversos municípios baianos. O Governo vai fazer, como todos os outros estados brasileiros, o regramento para que possa definir como será cobrado o ICMS para as empresas de petróleo e gás. Com isso, evitaremos a concorrência entre os estados, garantindo o encontro das contas entre os estados e as empresas, que têm dívidas com o Estado, o que vai gerar dividendos tanto para o Estado quanto para as cidades baianas”, disse o líder do governo, Rosemberg Pinto (PT).

STARTUP BAIANA É A ÚNICA DO NORDESTE SELECIONADA PARA PROGRAMA DO GOOGLE
STARTUP BAIANA É A ÚNICA DO NORDESTE SELECIONADA PARA PROGRAMA DO GOOGLE

A startup baiana Agilize foi a única do Nordeste a ser selecionada para um programa global do Google, chamado Launchpad Accelerator. Pela terceira vez desenvolvendo uma seleção específica no Brasil, o programa de aceleração da gigante de tecnologia, escolheu startups que aplicam o machine learning para resolver problemas locais de forma eficaz. Elas começarão a trabalhar com o Google em abril e seguirão até o final de junho.

Criada em 2013, por seis estudantes de Ciência da Computação na Universidade Federal da Bahia (Ufba), a Agilize, que trabalha com contabilidade online, possui mais de 5 mil clientes distribuídos pela Bahia e outros estados brasileiros.

Rafael Caribé, CEO da Agilize, conta que para a empresa se tornar o que é hoje, foi necessário passar por todo um processo. “Conseguimos uma empresa do setor tradicional para observar processos e identificar as dificuldades. Foi quando então identificamos a morosidade, em grande parte dos processos, como a maior crítica dos clientes. E foi assim que iniciamos oficialmente a nossa missão”, relembra o gestor.

Além disso, a Agilize chega com a missão de gerar uma economia expressiva em honorários contábeis. “Para se ter uma ideia, é gerada uma economia de mais de R$ 1 milhão de reais por mês em honorários contábeis para os mais de 5 mil clientes”, explica Caribé.

AJE BAHIA PROMOVE RODADA DE NEGÓCIOS EM CLIMA DE DESCONTRAÇÃO 
AJE BAHIA PROMOVE RODADA DE NEGÓCIOS EM CLIMA DE DESCONTRAÇÃO 

A Associação de Jovens Empreendedores da Bahia (AJE Bahia) promove no dia 10 de abril o Happy AJE, oportunidade para gerar networkings, vendas e compartilhar problemas e aprendizados sobre negócios, tudo em um clima aconchegante e descontraído. O evento acontece no restaurante Al Mare, a partir das 18h. As inscrições custam R$ 15 para associados e R$ 30 para não associados e podem ser realizadas através do site: https://www.sympla.com.br/happy-aje__495690

O Happy AJE acontece em duas rodadas de networking, onde cada participante apresenta seu negócio, e uma rodada de dores e soluções, na qual um empreendedor expõe alguma dificuldade sobre sua empresa e os participantes da mesa sugerem soluções. O evento integra a missão da AJE Bahia em fomentar e desenvolver o empreendedorismo no estado.

A AJE Bahia tem como missão fomentar e desenvolver o empreendedorismo no Estado da Bahia. Nesses anos de história sempre nos preocupamos em colaborar para o desenvolvimento sustentável do ecossistema empreendedor baiano através da capacitação de empreendedores, fomento a geração de negócio e constituição de uma ampla rede de relacionamento e defesa dos interesses da sociedade e dos empreendedores que representamos. O nosso desejo é unir ainda mais os jovens empreendedores baianos.