É HORA DE ABRIR A ECONOMIA, MAS COM RESPONSABILIDADE

Foto: Tânia Rego/Agência Brasil

Ainda não há garantia, mas tudo indica que o Prefeito ACM vai autorizar a abertura de parte do comércio em Salvador nesta segunda-feira. A abertura é bem vinda, afinal as empresas não podem mais continuar fechadas e sem faturamento após mais de 2 meses de isolamento social. Mas essa abertura tem de ser feita com responsabilidade e a Prefeitura está ciente disso, até para que não se perca todos esforço feito para reduzir o impacto da covid-19 na Bahia.

As associações que representam os empresários estão cientes que a abertura será parcial e não ocorrerá em todos os lugares, embora algumas queiram a abertura total. (Veja aqui). O setor de turismo já mostrou seu compromisso com a responsabilidade e a Salvador Destination e a Federação Baiana de Hospedagem e Alimentação já adotaram um dossiê com protocolos rígidos para a reabertura de pontos ligados ao turismo, definindo com deve funcionar. O documento definide como deve funcionar o segmento de bares e restaurantes e a a indústria de eventos. Nelas existem regras a serem cumpridas pelos estabelecimentos como higienizarão constante, distanciamento e retirada de objetos não importantes de decoração. (Veja aqui)

As associações ligadas ao comércio e aos shoppings também apresentaram suas propostas e cabe agora a Prefeitura definir se acatará essa normas ou apresentará outras e como fará sua fiscalização. O  Sindicato dos Lojistas do Estado da Bahia, também enviou ao portal um plano tara retomada da economia. Protocolos mais rígidos de segurança foram adotados para garantir a reabertura das lojas na capital.

Há um certo consenso de que a manutenção por mais tempo de lojas fechadas, especialmente as pequenas, acarretará um aumento significativo do desemprego e haverá o fechamento definitivo de muitas empresas, mas é preciso ter em conta que não se pode jogar fora os benefícios do isolamento e mais de 70 dias de sacrifício da população, medida que funcionou, pois os casos e as mortes de coronavírus em Salvador e na Bahia são menores que outros estados do Nordeste.

Em suma: é hora de abrir o comércio, mas com responsabilidade.