ELEIÇÃO PARA PREFEITO DE SALVADOR: O QUE CADA PRÉ-CANDIDATO VAI PEDIR A PAPAI NOEL.

ELEIÇÃO PARA PREFEITO DE SALVADOR: O QUE CADA PRÉ-CANDIDATO VAI PEDIR A PAPAI NOEL.

O ano político está acabando e ainda não há um cenário definido para as eleições para Prefeito de Salvador em 2020. Mas os pré-candidatos estão à postos e já mandaram suas cartinhas a Papai Noel. Nelas é possível ver o desejo de cada um.

Bruno Reis, cuja candidatura deve ser sacramentada no próximo dia 20 por ACM Neto, que ganhar de presente no Natal a certeza de que será o candidato único do Prefeito e que a candidatura de Léo Prates não vai crescer nas pesquisas, ficando abaixo de 10% da intenções de voto, de modo a que ele possa aceitar o lugar de vice na sua chapa.

Léo Prates pede em sua cartinha a Papai Noel exatamente o contrário, ou seja, que nos próximos meses ele possa se fazer mais conhecido e se mostre um candidato competitivo nas pesquisas eleitorais e de tal modo que o Prefeito ACM Neto aceite embarcar em uma candidatura dupla ou admita privilegiar sua candidatura.  Prates aposta na tendência esquerdista da população de Salvador e na sua identificação com uma candidatura que pode ser uma alternativa ao candidato das esquedas e ainda ter como cabo eleitoral Ciro Gomes.

Guilherme Belintani sofreu muito nesses últimos meses, viu o Bahia cair pelas tabelas e seu capital político se esvair um pouco. Percebeu que o futebol é mais imprevisível que a política e por isso não se pode contar muito com ele. Mas sabe que ainda é um bom quadro eleitoral, só não sabe se essa é a hora de sair candidato. Por isso na sua cartinha a Papai Noel, pede que o bom velhinho lhe mostre qual o melhor caminho: ariscar-se como candidato a Prefeito de Salvador num pleito dificílimo e imprevisível, ou permanecer como presidente do Esporte Clube Bahia para, quem sabe, colher no ano que vem, os frutos do bom trabalho que está fazendo no clube e aí se cacifar para novos pleitos. Ou seja, Papai Noel terá de ajuda-lo a decidir se monta no cavalo político que está passando selado na sua frente – e talvez não passe mais – ou se permanece num caminho menos tortuoso.

O pastor Sargento Isidório pediu na sua cartinha a Papel Noel, além de um partido forte para dar sustentação a seu nome, a garantia de que o governador Rui Costa vai embarcar de cabeça na sua candidatura. Os desejos de Isidório podem ser atendidos por Papai Noel e não será difícil que um partido grande embarque na sua candidatura apresentando um vice tecnicamente competente e reconhecido como gestor pela população. E, a depender do seu desempenho e da sua capacidade de agregação, o governador pode ter simpatia por sua candidatura.

Os sete pré-candidatos do PT, Robinson Almeida, Jorge Solla, Nelson Pelegrino, Valmir Assunção, Vilma Reis, Moisés Rocha e Juca Ferreira, pediram a Papai Noel a mesma coisa: votos e o apoio do governador Rui Costa.

E este é o desejo também de outros candidatos como Niltinho do PP, Bacelar, do Podemos, Olívia Santana, do PC do B, e outros.  Na verdade, Papai Noel está em uma enrascada, afinal só poderá atender os desejos se houver a anuência do governador Rui Costa e do Prefeito ACM Neto, isso sem contar que não poderá atender a todos, embora sejam todos políticos experientes e que pleiteiam legitimamente a Prefeitura de Salvador.  EP – 09/12/2019