DANIEL ALMEIDA – LÍDER DO PC do B na CÂMARA

DANIEL ALMEIDA - LÍDER DO PC do B na CÂMARA

Por: João Paulo Almeida 

Bahia Econômica – O texto da Reforma da Previdência aguarda apenas a sanção do Presidente Jair Messias Bolsonaro (PSL) para entrar em vigor em 2020. Durante o debates na câmara a oposição ao texto conseguiu algumas vitórias importantes como a relacionada aos trabalhadores rurais. Como o senhor avalia a atuação da oposição na reforma da previdência?

Daniel Almeida – Eu acho que a oposição trabalhou muito bem. Nós recebemos um texto do governo Federal que era muito ruim para o trabalhador brasileiro. Conseguimos vitórias importantes como a questão do trabalhador rural, a questão da não desconstitucionalização do projeto, a questão do abono salarial, dentre ouros pontos que acabariam onerando em muito o trabalhador. Nós entendemos que a reforma passou pela câmara com aquilo que dava para passar, os debates passaram, aconteceram nas comissões e a oposição atuou no sentido de minimizar os projetos mais danosos a população.

BE- Sobre essa questão do abono salarial existem alguns deputados da base do governo pedindo uma PEC para que o abono seja pago apenas as os trabalhadores que ganham um pouco mais de um salário mínimo. Como o senhor avalia essa questão do abono ser mantido em dois salários mínimos?  

DA- Na minha opinião devemos manter o abono em dois salários mínimos. Esse é um dinheiro que ajuda na distribuição de renda para a população mais pobre. Eu não acho justo você tirar um recursos de uma área que prega a distribuição de renda para fazer com que ele vá para pagamento de juros ou dividas, como a oposição quer. Esses recursos tem que ficar como está.. Movimentando a economia e ampliando a distribuição de renda para população.

BE- Sobre as eleições municipais do ano que vem o senhor como um dos líderes do PC do B acredita que a aliança com o governo do estado vai ser mantida nas próximas eleições.

DA- Acredito que sim. O governo tem um grupo forte formado e nós estamos fechados com o governador Rui Costa na campanha do ano que vem. Vamos lançar candidatos em vários municípios da Bahia. Fazemos parte de uma chapa consolidada no estado, e os partidos que compõe essa base devem ser mantidos nas próximas eleições, assim como o PC do B. Dentro de no máximo 15 dias vamos está oferendo nossa pré-candidatura independente a prefeitura de salvador em 2020. Dois nomes estão sendo analisados que é o da Deputada Federal Alice Portugal e da ex-secretária de Rui Olivia Santana. Vamos escolher uma das duas e oferecer ao governador Rui Costa para ser nosso apoio nas próximas eleições. Queremos Rui ao nosso lado. Não vamos trabalhar contra a base que fazemos parte.

BE- O PC do B está satisfeito com o espaço que tem no governo de Rui Costa?

DA- o debate sobre essa questão de espaço no governo Rui Já acabou. Nós temos participação, obviamente eu acho que podia contribuir mais com essa pauta no governo, mas esse debate está encerrado. O governo já tem um ano e isso não é valido mais. Eu acho que a participação do PC do B no secretariado de Rui é boa e estamos trabalhando ao lado do governo para nos fortalecer nas próximas eleições.

Foto: divulgação