MARCUS CAVALCANTI- SECRETARIO DE INFRAESTRUTURA DO GOVERNO DA BAHIA

MARCUS CAVALCANTI- SECRETARIO DE INFRAESTRUTURA DO GOVERNO DA BAHIA

Bahia Econômica- A inauguração do aeroporto foi envolvida numa polêmica na semana passada sobre quem seria o responsável legal pela obra. O governo do estado, o governo federal e o governo municipal tentaram assumir a responsabilidade em vários momentos da construção do aeroporto. Como o senhor avalia a patente do Gláuber Rocha?

Marcus Cavalcanti – A construção do novo aeroporto Glauber Rocha, em Vitória da Conquista, foi uma obra que passou por etapas, tendo seu início em 2010 e finalização em 2018. O Governo do Estado recebeu recursos do Governo Federal de, aproximadamente, R$ 74 milhões, ao longo da gestão da presidente Dilma Rousseff e a última remessa foi feita já sob a gestão de Michel Temer. O Estado também investiu recursos da ordem de R$ 31 milhões e realizou 100% da execução da obra.

BE- Quais principais obras de infraestrutura o governo ainda pretende lançar no segundo mandato de Rui Costa? 

MC: Até 2022, a população baiana vai ser beneficiada com várias obras no setor de Infraestrutura. Neste período, é prevista a recuperação de outros 4 mil quilômetros de rodovias estaduais, a construção da Nova Rodoviária de Salvador, no bairro de Águas Claras, e da Ponte Salvador-Itaparica. Além disso, a implantação de novos aeroportos regionais na região da Costa do Descobrimento, em Bom Jesus da Lapa e de Senhor do Bomfim e também a ampliação do equipamento aeroviário de Barreiras.

BE – Como estão as obras da nova ponte de ilhéus?

MC – A construção da Ponte Ilhéus-Pontal, no litoral sul baiano, está em andamento e 65% da obra já foi executada. Atualmente, está em andamento uma etapa importante que é a implantação dos vão principais estaiados. A obra é muito esperada pela população que mora e que veraneia em Ilhéus e também será um lindo cartão postal. O investimento é de aproximadamente R$ 99 milhões.

BE – Como está o processo de construção da nova rodoviária de Salvador?

MC – A nova rodoviária está em processo de licitação para definir a empresa que será responsável pela construção e a exploração pelo período de 30 anos da Nova Rodoviária de Salvador, que será no bairro de Águas Claras. A abertura das propostas está marcada para 06 de agosto, às 10h, no auditório da Agerba. Inicialmente, a empresa vencedora do edital será responsável pela gestão do atual Terminal de Salvador enquanto estiver implantando a nova Rodoviária. A concessionária terá o prazo de 30 meses para a construção do novo equipamento.