segunda, 15 de abril de 2024
Euro 5.5077 Dólar 5.1905

A FOLIA DE ELMAR  E SUAS POSSIBILIDADES NA ELEIÇÃO PARA PRESIDENTE DA CÂMARA

Redação - 19/02/2024 08:29 - Atualizado 19/02/2024

Na política baiana, o destaque do Carnaval foi o deputado Elmar Nascimento. Em pré-campanha para a sucessão de Arthur Lira na Presidência da Câmara, Elmar botou o bloco na rua e trouxe ministros do União Brasil e muitos deputados para passar o carnaval de Salvador.  Acompanhado de Elmar, Arthur Lira e toda a comitiva foi recebida em um almoço de cortesia no Palácio de Ondina pelo governador Jerônimo Rodrigues. A movimentação mandou dois recados claros para o arco político do país.

O primeiro é que Lira parece já ter escolhido seu candidato na disputa e ter esse apoio e, por consequência da maior parte do Centrão, é um cacife e tanto, quase meio caminho andado na corrida pela Presidência da Câmara . O segundo é que Elmar vai, pragmaticamente, buscar o apoio de deputados ligados ao governo Lula e nessa busca será um aliado na aprovação de projetos importantes para o governo. Desde, é claro, que haja sinalização a seu favor. O plano de Elmar e Lira está traçado e envolve um acordo com Lula que passaria pela eleição de Elmar para a Presidência da Câmara e pela nomeação do atual presidente da Câmara para o cargo de ministro.

É um bom plano, mas precisa ser combinado com os “russos”, como diria Garrincha, entendendo-se “russos”, não apenas o governo e o PT, mas todos os partidos e candidatos que têm interesse no cargo.

Elmar tem de cara uma pendência no próprio partido, dado pelo fato do senador Davi Alcolumbre ser candidatíssimo à presidência do Senado e com chances claras de ser eleito. Ora, o governo do PT jamais aceitaria que o União Brasil, partido de Elmar e de Alcolumbre, dominassem as duas casas do Congresso, o que leva, de imediato, à constatação de que um deles precisará retirar sua candidatura. Outra questão é que os “russos” tem outros candidatos já posicionados, a exemplo de Marcos Pereira, do Republicanos, de Antônio Brito do PSD que aparecem como fortes candidatos, especialmente se Alcolumbre disputar a Presidência do Senado.

Esse é o cenário nacional. Aqui, nas terras baianas, os desdobramentos ainda estão por vir.  Na Bahia, Elmar Nascimento é tido como um liderado de ACM Neto, o que dá margem a duas especulações. Uma vai no sentido de que sua eleição à Presidência da Câmara seria um forte empurrão a sua candidatura  ao governo do Estado em 2026. Outra que vai em direção a um certo desconforto que ACM Neto poderia estar sentindo já que Elmar é, neste momento, a maior estrela baiana do União Brasil e, ao ser alçado ao segundo posto mais importante da política brasileira, poderia sentir-se forte o suficiente para consolidar-se como nova liderança e até lançar-se candidato ao governo do Estado. Tudo indica, no entanto, que Neto é pragmático o suficiente para trabalhar com a primeira hipótese.

Do lado da base aliada do governador Jerônimo Rodrigues não há o que discutir, a cortesia de receber Elmar e Lira em almoço faz parte do processo político e dos interesses de Lula e do ministro da Casa Civil, Rui Costa, em ter base para apoiar a aprovação de seus projetos no Congresso este ano. Mas na hora da eleição, Arthur Lira já será passado e o governo precisará do futuro para governar em 2025 e 2026. (EP – 19/02/2024)

Copyright © 2023 Bahia Economica - Todos os direitos reservados.