ENTREVISTA -DEPUTADA FEDERAL LÍDICE DA MATA

ENTREVISTA -DEPUTADA FEDERAL LÍDICE DA MATA

Por: João Paulo Almeida

Bahia Econômica – A senhora é uma das parlamentares que  mais se manifestou contra ao projeto que privatizava a Eletrobrás. Por que a senhora foi contra a venda da estatal?

Lídice da Matta – Eu acredito que a privatização vai tirar da população a opção de escolha da utilização dos recursos hídricos do Brasil. Num momento delicado da nossa história, de muita falta de água em algumas regiões podemos ter novas tarifas e novas formas de regulação. A conta de luz vai ficar mais cara, a conta de água pode ficar amis cara, por isso fomos contra.

Bahia Econômica – A senhora também foi contra ao fechamento de agências do Banco do Brasil e da Caixa na Bahia. Por que o fechamento dessas agências prejudicaria a Bahia ?

Lídice da Matta – O projeto só visa o sucateamento dos bancos públicos. Os bancos continuam tendo lucros astronômicos e o governo está focado em sucatear esses aparelhos que se fechados vão trazer um prejuízo grande aos pequenos municípios principalmente.

Bahia Econômica – O PSB tem sido um partido forte da base de Rui nas últimas eleições. Essa aliança deve se manter em 2022 ou o partido deve buscar a cabeça de chapa em outra frente?

Lídice da Matta – O PSB é aliado ao Governo Rui, pois acredita que há uma transformação social na Bahia, nesses 14 anos. O estado ganhou uma média de um hospital por ano, vai chegar a 26 policlínicas no fim de 2022 e também teve estradas recuperadas, uma transformação na mobilidade de Salvador, dentre outros avanços. Claro que o PSB busca, se possível, uma vaga na majoritária. Qual o partido que não deseja? Vamos acompanhar os movimentos e ver as possibilidades.

Bahia Econômica – A senhora acredita que exista a possibilidade do PP e do PSD seguirem caminhos paralelos ao PT nas próximas eleições?

Lídice da Matta – Não tenho como comentar os assuntos internos de outras legendas, mas creio que os nossos aliados fazem parte de um projeto político e, por ora, não vejo razões de haver uma fissura nessa relação.

Bahia Econômica – O PP tem sido cotado para ser o novo partido de Bolsonaro. A senhora acredita que com Bolsonaro candidato a presidência pelo partido o PP deixe a base de Rui?

Lídice da Matta – Os líderes do partido, como próprio vice-governador João Leão já negaram o ingresso de Bolsonaro e disseram ter autonomia nos estados. Mas, como disse, não posso falar por outros partidos.

Bahia Econômica – Quais suas pretensões políticas nas próximas eleições ?

Lídice da Matta – Enquanto parlamentar, o nosso objetivo é a reeleição para a Câmara com uma boa votação. Já como presidente de partido, trabalho para a ampliação da nossa bancada na Assembleia Legislativa e na Câmara dos Deputados.