segunda, 22 de abril de 2024
Euro 5.5465 Dólar 5.1694

ELEIÇÕES 2024: BRUNO, QUE NÃO ANUNCIOU A CANDIDATURA, ESTÁ PAUTANDO A AÇÃO DE GERALDO JR. E KLEBER ROSA, QUE JÁ ANUNCIARAM

Redação - 01/04/2024 10:58 - Atualizado 01/04/2024

As eleições para Prefeitura de Salvador vão ocorrer daqui a seis meses e, no entanto, ainda não há candidatos nem na rua, nem na mídia. Essa frase é uma meia verdade, pois o Prefeito Bruno Reis está todos os dias nas ruas e na mídia, mas ele ainda não se declarou candidato, embora até os postes da cidade do Salvador saibam que ele é candidatíssimo. Bruno age corretamente e está se mostrando extremamente competente no âmbito da política. Aliás, nesse quesito Bruno tem atraído os amigos e aqueles que pareciam inimigos, e assim trouxe para o seu lado aliados de porte tanto no arco partidário, como o PL e outros, como fora dele.

Ao não se declarar candidato, o prefeito Bruno Reis faz uma jogada política de mestre, pois está adiando a campanha e pautando os demais candidatos. Agindo como prefeito, inaugurando obras e abrindo seminários e eventos, ele está em plena campanha, mas inibe as críticas dos candidatos e a discussão política, afinal, na estratégia do Prefeito, não vai pegar bem para um candidato de oposição criticar quem está inaugurando obras. Questionado sobre a data em que vai anunciar sua candidatura, ele diz: “A única data que eu trabalho é para inauguração das obras, que aí a prefeitura toda se mobiliza”, diz Bruno. (Veja aqui)

Ora, com isso o Prefeito pauta os demais candidatos que, estes sim, não estão nem na rua, nem na mídia.

Faltando seis meses para a eleição e com seu adversários todo dia inaugurando obras,  Geraldo JR.,  candidato da base aliada do governador Jerônimo Rodrigues, deveria estar na cola do Prefeito, questionando suas ações, potencializando às críticas que estão surgindo sobre a atuação da Prefeitura no mercado imobiliário e na supressão de áreas verdes na cidade; questionando inclusive a estratégia de Bruno de não se anunciar candidato. Não é o que vem acontecendo. Geraldo Jr. parece que não vestiu ainda a roupa de candidato e permanece enredado no imbróglio da escolha do vice, que deve vir do PT.  Já o MDB, partido do candidato da base, e tão propalado como abrigo de grandes raposas da política baiana, tem andado silencioso e, ao que parece, pouco afeito à articulação de novos apoios. Bruno Reis está se mostrando competente no assunto “fazer política” e dando uma rasteira nos caciques do MDB.

Completando o quadro, aparece Kleber Rosa do PSOL que é candidato, mas nem parece. Faltando seis meses para a eleição, o candidato do PSOL, partido que quer se colocar como a alternativa de esquerda para a cidade, não faz um comentário sequer sobre as ações da prefeitura e do governo, que já apresentaram os candidatos que serão seus adversários. Ao que parece, o PSOL está enredado em seu próprio imbróglio, pois, embora diga que rompeu com a base aliada do governador, permanece ocupando cargos no governo.

Em resumo: Bruno, que não anunciou a candidatura, age como candidatíssimo e Geraldo Jr. e Kleber Rosa, que já anunciaram, estão parados à espera que algo aconteça. (EP – 01/04/2024)

Copyright © 2023 Bahia Economica - Todos os direitos reservados.