segunda, 15 de abril de 2024
Euro 5.5077 Dólar 5.1905

ELEIÇÃO EM ALAGOINHAS: A OPOSIÇÃO JÁ TEM CANDIDATO, MAS NO GOVERNO A DISPUTA CORRE SOLTA ENTRE PT E PSD

Redação - 06/11/2023 11:35 - Atualizado 06/11/2023

Na disputa pela Prefeitura de Alagoinhas, o 11º colégio eleitoral da Bahia, a oposição já apresentou seu candidato, mas no campo da situação a indefinição ainda permanece.O ex-prefeito Paulo Cezar Simões, atualmente no Solidariedade, deve mudar de partido, migrar para o União Brasil e buscar uma aliança com o PDT e outros partidos para formar uma chapa que possa enfrentar o candidato apoiado pelo atual prefeito do município, Joaquim Neto (PSD), que por estar no segundo mandato não pode tentar a reeleição.

Paulo Cezar, já foi prefeito de Alagoinhas duas vezes e tem sua pré-candidatura confirmada, dedicando-se agora a montar uma aliança de partidos de oposição, negociando inclusive o cargo de vice-prefeito.

Do lado governista, o  prefeito Joaquim Neto busca manter a aliança entre seu partido, o PSD, e o PT, mas deseja indicar o cabeça de chapa e já escolheu, com o apoio de Otto Alencar, o secretário municipal da Educação, Gustavo Carmo, que se filiou ao PSD. E tudo leva a crer que o governador Jerônimo Rodrigues irá apoiar o candidato do prefeito.

Ocorre que, em plenária que o PT realizou na Câmara de Vereadores do município no dia 29 de outubro, foi referendado o nome do ex-vereador  Radiovaldo Costa como pré-candidato a prefeito em 2024.

 Isso já era esperado e estiveram presentes na plenária os partidos que compõe a base do governador Jerônimo Rodrigues, a exemplo do PC do B, PV e PSD, inclusive o próprio Gustavo Carmo, numa demonstração de que o objetivo é a união dos partidos que apoiaram Jerônimo Rodrigues na eleição de 2022.

Haveria, ao que se comenta nos bastidores, um suposto acordo em que o candidato escolhido seria o que estivesse melhor nas pesquisas.  Aliás, o deputado federal Joseildo Ramos do PT,  que é interlocutor do prefeito e do governador, afirma que “quem tiver melhor segue e o outro apoia”.  O problema é que interlocutores afirmam que Radiovaldo estaria melhor nas pesquisas, o que deixaria o governador numa saia justa, mas isso não tem confirmação até este momento.

Por outro lado, o evento de filiação de Gustavo Carmo ao PSD foi um ato que mostrou a força política do pré-candidato e contou com as presenças do senador Otto Alencar (PSD-BA), dos deputados federais Otto Alencar Filho (PSD-BA), Ivoneide Caetano (PT-BA) e Cláudio Cajado (PP-BA) e Niltinho (PP) e da deputada estadual Ludmila Fiscina (PV), casada com o prefeito. O fato é que todos sabem que dificilmente o prefeito Joaquim Neto aceitaria  hipótese de não indicar o cabeça de chapa.

Mas vale lembrar que tanto Radiovaldo Costa, quanto Gustavo Carmo pregam um entendimento, embora cada um querendo liderar a chapa.

Neste cenário, aparece  o governador Jerônimo Rodrigues, bem como Jaques Wagner e Rui Costa, que vai arbitrar a escolha e que não deve prescindir do candidato único, afinal, mesmo tendo o prefeito como aliado, perdeu a eleição para governador em Alagoinhas, onde ACM Neto foi mais votado. (EP- 06/11/2023)

Copyright © 2023 Bahia Economica - Todos os direitos reservados.