sábado, 13 de julho de 2024
Euro 5.9574 Dólar 5.4654

CONSÓRCIO RESPONSÁVEL PELA FIOL ANUNCIA EXPECTATIVA PARA GERAÇÃO DE EMPREGOS NA BAHIA; CONFIRA

Douglas Santana - 03/07/2023 17:01 - Atualizado 03/07/2023

Com a autorização para a retomada das obras do Trecho 1 da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol1), nesta segunda (03), o Consórcio TCR-10, formado pela empresa brasileira Tiisa e pela chinesa CREC-10, anunciou as primeiras novidades com relação a geração de empregos no estado.

Até 1,2 mil pessoas deverão ser empregadas para a conclusão das obras de implantação do trecho que ligará Ilhéus a Caetité, no Sertão Produtivo, Sudoeste baiano. Líder da junta diretiva do consórcio, Pedro Yin Xiao Hao disse que já existem 200 pessoas trabalhando na obra pelas duas empresas responsáveis.

“Este é um projeto muito grande, extremamente importante para a CREC-10 e uma grande oportunidade para entrarmos no mercado brasileiro”, destacou.

Ainda de acordo com Pedro, as novas contratações de pessoal deverão acontecer à medida em que as obras avancem, através dos serviços de intermediação de mão-de-obra dos 19 municípios por onde o primeiro trecho da Fiol deverá passar.

Apesar dos desafios de infraestrutura que envolvem as obras da Fiol, Yin Xiao Hao garantiu que o consórcio vai entregar o projeto dentro do prazo previsto, conforme promessa também feita pelo presidente Lula (PT).

“O clima é um desafio, mas tudo isso está dentro do planejamento e vamos conseguir finalizar até 2027”, acredita.

O governador Jerônimo Rodrigues (PT), também comentou sobre essa boa expectativa na geração de empregos pela obra que irá receber R$ 1,1 bilhão em investimentos.

“É a concretização de um importante vetor de desenvolvimento logístico e econômico para a Bahia. A obra, em sua fase mais avançada, vai gerar cerca de 1.200 empregos para baianos e baianas, e o resultado vai trazer grande impulso para a nossa economia, com avanços no escoamento e exportação de setores estratégicos, como a mineração e o agronegócio”, afirmou Jerônimo.

O Trecho 1 está sob responsabilidade da Bamin, que desde 2021 conquistou a concessão para concluir as obras restantes e operar a ferrovia Oeste-Leste por 35 anos.

 

Foto: Rafael Martins/GOV-BA

Copyright © 2023 Bahia Economica - Todos os direitos reservados.