VEREADORA COBRA PAGAMENTO DE MOTORISTAS DO SAMU

VEREADORA COBRA PAGAMENTO DE MOTORISTAS DO SAMU

A vereadora Marta Rodrigues (PT) cobrou da Prefeitura, nesta terça-feira, 17, o pagamento dos salários dos motoristas e condutores das ambulâncias do SAMU, com atrasos referentes aos meses de março e abril, e que deixou 120 veículos desativados. A parlamentar criticou o modelo de terceirização e privatização que o Executivo Municipal tem adotado nos últimos anos, trazendo, diz ela, danos à qualidade dos serviços públicos e desrespeito aos direitos trabalhistas.

Segundo a vereadora, a empresa licitada pela Prefeitura para os funcionários do SAMU, a OZZ Saúde, do Rio de Janeiro, já possuía “um histórico conturbado de não compromisso com pagamentos em estados como Paraná e Santa Catarina”.

“Além das contratações de terceirizadas, muitas delas sem transparência, a Prefeitura insiste na venda da cidade, a exemplo do PICS aprovado na Câmara”, diz se referindo ao Plano Integrado de Concessões e Parcerias de Salvador, que passa para a iniciativa privada bens e serviços públicos básicos, fundamentais para a população pobre, a exemplo de iluminação, cemitérios, parques e equipamentos culturais, sem qualquer debate ou transparência.

De acordo com Marta, funcionários do SAMU denunciam que por causa da falta de pagamento cerca de 120 ambulâncias ficaram desativadas, provocando um ‘caos’ no serviço de atendimento de urgência na capital. Um ofício foi enviado à Prefeitura no dia 7 de maio, mas a vereadora não obteve resposta.

 

Foto: Valdemiro Lopes