ENTREVISTA COM O SECRETARIO MUNICIPAL DE MOBILIDADE (SEMOB) FABRIZZIO MULLER SOBRE O BRT DE SALVADOR

ENTREVISTA COM O SECRETARIO MUNICIPAL DE MOBILIDADE (SEMOB) FABRIZZIO MULLER SOBRE O BRT DE SALVADOR

Por: João Paulo Almeida

Bahia Econômica – As obras do BRT na região da ACM e da Pituba estão sofrendo com as recentes chuvas fortes, causando alagamentos em alguns pontos. Quais medidas a prefeitura tem tomado para solucionar a questão?

Fabrizzio Muller – Estão em execução obras de microdrenagem na região visando facilitar o escoamento da água das chuvas e evitar futuros pontos de alagamentos. A Prefeitura tem cobrado da empresa que retire os resíduos das obras, minimizando assim os alagamentos. Entretanto, até que as obras sejam definitivamente finalizadas, podem ocorrer problemas de drenagem em alguns pontos.

Bahia Econômica – Falando sobre engarrafamentos, existem horários na cidade que o trânsito reduz muito sua mobilidade nas regiões da ACM e da Pituba e alguns moradores alegam que o BRT trouxe ainda mais congestionamento para cidade.  Quais medidas a prefeitura tem tomado para solucionar a questão?

Fabrizzio Muller – Em horários de pico, por conta do aumento expressivo do fluxo, retenções são registradas no trecho, influenciadas inclusive por algumas obras que ainda estão em andamento na região. Uma delas, a ponte sobre o Rio Camarajipe, ligando o início da Avenida Tancredo Neves à LIP, foi entregue na manhã desta segunda-feira (09) e já deve desafogar parte do fluxo proveniente da Avenida ACM. Já no final da Tancredo Neves outra obra está em andamento, um mergulho que deve eliminar o cruzamento entre quem deseja seguir sentido Magalhães Neto e aqueles com destino ao Hospital Sarah. Também será realizada a implantação de um viaduto ligando as imediações da Praça Nilton Rique – em frente ao Shopping da Bahia – ao Detran. Após entregues, todas estas obras devem minimizar ainda mais as retenções na região.

Bahia Econômica – As obras do BRT devem ficar prontas e serem entregues quando?

Fabrizzio Muller – As obras do trecho 3, na região do Itaigara, estão previstas para serem concluídas no início do segundo semestre deste ano, enquanto o trecho 2, que está com as obras em fase inicial na região do Lucaia, tem previsão de entrega para o segundo semestre de 2023.

Bahia Econômica – Como estão as obras da linha dois na região do lucaia?

Fabrizzio Muller РEsṭo em execṳ̣o as obras de macrodrenagem do canal Lucaia, Conten̤̣o Waldemar Falc̣o, Funda̵̤es do Elevado Garibaldi, Microdrenagem na Rua Lucaia, Capta̤̣o em tempo seco do Canal Lucaia, e a concluṣo das obras complementares do Elevado e acesso ao Hospital Mater Dei.

Foto: divulgação