terça, 18 de junho de 2024
Euro 5.82 Dólar 5.4259

ENTREVISTA THIAGO BOZZO – ESPECIALISTA EM FUNDOS IMOBILIÁRIOS

Redação - 04/04/2022 05:50 - Atualizado 01/09/2022

Por: João Paulo Almeida

Bahia Econômica – Como a alta da Selic tem interferido nos fundos imobiliários ?

Thiago Bozzo – Naturalmente, as altas da Selic acabam assustando os investidores, que tendem a se sentir atraídos para retornar aos investimentos de Renda Fixa e isso acaba trazendo volatilidade para o mercado.  Mas, é preciso entender que mesmo com patamares mais elevados da Selic, esperamos que os fundos imobiliários continuem distribuindo dividendos acima da rentabilidade de outras classes de ativos como a Poupança, Tesouro Selic e aluguel de imóveis residenciais, principalmente ao considerar que os dividendos são livres de imposto de renda (IR).

Bahia Econômica –  Quais estratégias o investidor de fundos imobiliários tem utilizado para lucrar mais com a alta da Selic?

Thiago Bozzo – Nesse momento de alta os investidores podem adotar duas estratégias para se beneficiar da alta da Selic. A primeira é se expor mais a Fundos de Papel, que alta da Selic impacta positivamente os fundos imobiliários do segmento, dado que diversos fundos possuem alocações em CRIs com indexação ao CDI, o que levaria a um aumento nos rendimentos e, consequentemente, da distribuição de dividendos. Naturalmente isso também acaba impactando positivamente no pregão das cotas desse fundo que tendem a subir.

E quando olhamos os fundos de tijolos, que tem como foco investir em imóveis com o intuito de colocar para alugar, podemos ver excelente fundo sendo negociados muito a baixo do que realmente eles tem de valem. Com isso, nesse cenário mais pessimista dos investidores é que surgem as oportunidades de comprar fundos descontados e ganhar com a valorização futura deles.

Bahia Econômica – Quais cuidados o investidor de fundos imobiliários devem ter com a alta da Selic?

Thiago Bozzo – É importante que os investidores entendam que a alta da Selic é algo naturalmente momentâneo, e as curvas de Juros já precificam uma futura queda, com isso, ao vender suas cotas nesse momento de baixa, ou seja, vender com prejuí­zo pode trazer danos irreparáveis ao seu patrimônio, afinal é um dinheiro que foi perdido. Então, nesse momento de maior volatilidade e de selic com patamares mais elevados, tenham uma exposição maior a fundos de papel, que irão te proteger muito bem da inflação e vão se beneficiar da alta da Selic e aproveitem as oportunidades que estão surgindo nos demais segmentos, como lajes corporativas, galpões logísticos e shoppings, tendo o cuidado de comprar os fundos em um preço que tenha margem de segurança.

Foto: divulgação

Copyright © 2023 Bahia Economica - Todos os direitos reservados.