ELEIÇÕES 2020 – ENTREVISTA CANDIDATO – PASTOR SARGENTO ISIDORIO -AVANTE

ELEIÇÕES 2020 - ENTREVISTA CANDIDATO - PASTOR SARGENTO ISIDORIO -AVANTE

Por: João Paulo Almeida 

Bahia Econômica – O Senhor tem defendido que na sua gestão a cidade vai gerar mais empregos. Quais as ações o senhor pretende tomar para cumprir essa promessa?

Pastor Sargento Isidorio – Atrair empresas, reduzir impostos e taxas em trocas de mais empregos aos soteropolitanos. Além de conferir a necessária moratória às centenas de empresas impactadas pela COVID-19 em troca da manutenção de postos de trabalho, é claro!

Também vamos fortalecer nossas potencialidades estratégicas da cidade. Ali em Pirajá, Porto Seco, Valéria mesmo, há uma vocação natural para galpões logísticos e Centros de Distribuição, vamos, portanto, buscar ainda mais empresas do ramo para se fixar ali, criando uma rede integrada fomentando assim um polo logístico nesta parte muito importante da cidade.

Em Águas Claras, onde a nova rodoviária vai se instalar vamos fomentar um novo e pujante eixo de comercial da cidade, fortalecendo parcerias e ações em comum com as demais cidades da Região Metropolitana. É o que Eleusa e eu estamos chamando de consórcio de municípios nos moldes que o mui digno Governador Rui Costa fez com os demais Estado do Nordeste. A RMS tem 13 municípios ao total, já imaginou agirmos de forma coordenada e integrada, reduzindo valores de licitação, por exemplo? Todos os quase 4 milhões de baianos da RMS só tem a ganhar com isso…

Outro bom exemplo é a Baía de Todos os Santos, uma das mais navegável do país e do mundo. Vamos buscar empresas, promover eventos, fomentando de vez o turismo náutico. Afinal, se faz necessário vender essa beleza natural ao Brasil e ao mundo de modo a gerar mais dividendos em prol de todos os soteropolitanos. Lamentavelmente, hoje essa pérola natural está subutilizada.

Por fim, e não menos importante, vamos dar cada vez transparência à Administração Municipal, trazendo assim mais parcerias público-privado. Comigo e Eleusa na Prefeitura, Salvador vai virar um canteiro de obras voltadas às pessoas! Chega de obras ineficazes!

BE –  O pretende desonerar os custos das empresas na capital? Como o senhor vai fazer isso?

Pastor Sargento Isidorio –  O orçamento da Capital explodiu nos últimos 8 anos. Saiu de 3,7 bilhões em 2013 para mais de 8 bilhões em 2020. Logo, vamos ter que puxar as planilhas para as nossas mãos, fechar as torneiras do desperdício nos inspirando nos ótimos gestores Otto Alencar, Ângelo Coronel o nosso super Doutor Edvaldo Brito, homem experimentado, já Prefeito, Vice-Prefeito da Capital. Patrimônio da Bahia e do Brasil. Temos que parar de importar mentes para gerir nossos recursos públicos. Graças a DEUS temos soteropolitanos preparados, baianos competentes para fazer mais e melhor por Salvador.

Nunca é demais lembrar: a Fundação Dr Jesus sempre foi modelo de gestão e teve todas suas contas aprovados pelo Tribunal de Contas do Estado. Inclusive devolvendo recurso ao erário em algumas oportunidades. Não permitindo desperdícios e desvios de recursos. Quem fez render o pouco, saberá multiplicar o muito… Afinal, somos elogiados por todos que nos conhece de perto.

BE –  Quais serão os projetos sociais que serão colocados na sua gestão?

Pastor Sargento Isidorio – Os melhores programas sociais que existem é emprego-renda e educação. Pilares fundamentais do nosso plano de governo e prioridades absolutas para Eleusa e eu. Hoje, por exemplo, Salvador tem aproximadamente 430 escolas, apenas 12 delas com ensino integral. Este número tem que aumentar imediatamente. Assim como o número de creches. Acredite, a rede municipal hoje só atende 31% das crianças soteropolitana. Ou seja, 69% dos baianos de Salvador que precisam deixar seus filhos para trabalhar tem que pagar creches que costuma ser caras.

Outra iniciativa que melhora a vida das pessoas e contribui demais com o social são os cursos profissionalizantes, em especial os voltados à economia criativa / tecnologia. Vamos busca parceria com o SENAI CIMATEC, o Parque Tecnológico do Estado, além de ir atrás de recursos nacionais e internacionais no sentido de aumentar a criatividade do nosso povo. Sobre tal tema podemos falar com propriedade, estamos construindo na Fundação a 2ª maior Escola Técnica da Bahia.

Mas é claro que vamos dar atenção também à urgência máxima aos mais carentes. Está em nosso plano de governo: Buscar junto ao governo Federal e Estadual parcerias para subsidiar a produção de pães e fornecimento de alimentos, incluindo gás de cozinha a preços acessíveis, visando diminuir o custo e baixar os preços destes produtos, usando também PPP (Parceria Pública e Privada) tão essenciais para alimentação das famílias mais humildes de Salvador.

Ao combater a corrupção e o desperdício ajustando a máquina ao novo momento encontraremos recursos para estabelecer auxílio financeiro aos mais carentes da cidade, projetamos atender aproximadamente 200 mil famílias carentes e necessitadas soteropolitanas. A título de exemplo e demonstração de onde virá os recursos, cito a obra de requalificação do importante bairro do Rio Vermelho que custou ao erário 44 milhões de reais. Tais intervenções continuarão a ser feitas em nossa gestão, entretanto com preços menores, com certeza!

BE –  O senhor vai manter os projetos dessa gestão como o morar melhor?

Pastor Sargento Isidorio – Sim. Tudo que for positivo será mantido. Bem como os bons técnicos da Administração. Sobre o projeto morar melhor que reforma a casas de soteropolitanos vamos ampliá-lo e promover compras coletivas para baratear os custos dos insumos. Além de organizar o trabalho no regime de mutirão, multiplicando assim o alcance dos baianos de Salvador que sonham com sua casa própria, pois moradores interessados poderão ]participar e ao fazê-lo terão prioridade na reforma de suas casas. Associado a este programa vamos integrar Faculdades Públicas, privadas em projetos de otimização de espaço e construções inteligentes com o reuso de água, energia solar aumentando a inserção de Salvador como capital sustentável. Será prioridade também exponenciar as proteções de encosta na capital ao estilo e qualidade do que é feito pelo Governo do Estado. Anteontem (23) mesmo o Governador inaugurou mais uma encosta no IAPI, volume que vai crescer conosco no Palácio Tomé de Souza.

BE –  Como o senhor vai atuar na questão da educação, visto que esse foi um setor que ainda não conseguiu voltar à normalidade com a pandemia?

Pastor Sargento Isidorio – A resposta dessa questão passa necessariamente por avaliações técnicas sanitárias. Todavia, destaco a nossa preocupação com o ano letivo de nossos estudantes. Já temos um qualificado grupo de Grupo de Trabalho de Educação trabalhando para darmos respostas a isto, bem como, planejarmos meios técnicos que viabilizem o retorno e a recepção dos queridos nossos alunos.

BE –  Os funcionários públicos da prefeitura reclamam que não houve reajuste salarial na gestão do prefeito. Como o senhor vai lidar com essa questão do servidor?

Pastor Sargento Isidorio – Como já disse, o orçamento da Capital explodiu nos últimos 8 anos. Saiu de 3,7 bilhões em 2013 para mais de 8 bilhões em 2020. Tanto recurso, não tem jeito, precisa chegar a quem faz a gestão acontecer, claro que dentro dos ditames da Lei de Responsabilidade Fiscal.

Foto: Divulgação