ELEVADORES DE “SERVIÇO” E “SOCIAL” PODEM ACABAR EM SALVADOR

ELEVADORES DE “SERVIÇO” E “SOCIAL” PODEM ACABAR EM SALVADOR

As denominações “Elevador Social” e “Elevador de Serviço” podem ser proibidas em Salvador. Durante sessão ordinária realizada na Câmara Municipal de Salvador, foi aprovado o Projeto de Lei (PL) 27/2021, de autoria do vereador Henrique Carballal (PDT), que busca evitar qualquer forma de impedimento de acesso aos elevadores de todos os edifícios, em virtude de raça, sexo, cor, origem, condição social, idade, relação empregatícia, presença de deficiência ou doença não contagiosa.

“Dizer que um elevador é de serviço ou uma área é de serviço é racismo institucional, uma mentalidade elitista e escravocrata que, no mundo, só existe ainda no Brasil e na África do Sul. Afinal, não pode existir uma sociedade democrática de direito sem que para tanto seja assegurada uma efetiva igualdade diante dos princípios básicos da dignidade humana”, afirmou o vereador Carballal. A matéria segue para sanção do prefeito Bruno Reis (União).

Pela lei, as pessoas entrarão nos elevadores existentes e disponíveis. Apenas em casos de transporte de grandes cargas ou materiais de obras, um elevador específico será utilizado para essa finalidade, sendo identificado como “Elevador de Cargas”.

Foto: Reprodução