segunda, 17 de junho de 2024
Euro 5.808 Dólar 5.4204

ENTREVISTA LÍDICE DA MATA – DEPUTADA FEDERAL

Redação - 31/01/2022 14:02

Por: João Paulo Almeida

Bahia Econômica – o PSB está sendo cotado para ser o vice lula através do ex-tucano Geraldo Alckmin. Como estão as negociações para chegada de Alckmin na legenda?

Lídice da Mata –  O PSB é um partido que dialoga muito. As decisões são sempre amplamente discutidas e com a possível vinda do governador Geraldo Alckmin não é diferente. Iniciamos as conversas e estamos analisando todas as possibilidades.

Bahia Econômica – Como à senhora avalia a possibilidade de Alckmin ser vice de Lula?

Lídice da Mata –  Alckmin é um quadro político de grande relevância. Governou o maior estado do Brasil por quatro vezes e sempre teve grande aprovação. Além disso, é um defensor da democracia e da Constituição.  Também dialoga com o setor produtivo e é muito respeitado dentro e fora do Brasil. Seria sim um bom vice para o presidente Lula.

Bahia Econômica – Como o PSB vai se comportar na Bahia nas eleições de 2022? Vocês pretendem ter candidato ao governo?

Lídice da Mata –  O PSB da Bahia apoiará a eleição do governador Jaques Wagner e do presidente Lula. Não há como ser diferente. Esse é o nosso lado na história. Não temos como apoiar projetos que priorizem o capital e não o ser humano. O projeto de Bolsonaro, de ACM Neto e da direita brasileira é o do rentismo e da concentração de riquezas. O nosso grupo quer ver o brasileiro com acesso às universidades públicas e gratuitas com qualidade; quer ver a erradicação da pobreza, mais comida na mesa do povo, inclusão social, que são coisas que não fazem parte do cardápio dos nossos adversários.

Bahia Econômica – O PSB pode pleitear uma vaga na chapa majoritária do governo devido a aliança entre Alckmin e Lula?

Lídice da Mata –  Nossa prioridade no Estado é a reeleição dos seus deputados estaduais e federais.

Bahia Econômica – A senhor pretende ser candidata a deputada federal outra vez?

Lídice da Mata –  Serei candidata à reeleição, pois essa é uma necessidade do nosso partido e também das nossas bases. É o que está posto neste momento.

Bahia Econômica – Sobre a lei mariana Ferr de sua autoria como a senhora avalia os reflexos dessa lei mesmo sem a condenação do réu em questão?

Lídice da Mata –  A Lei Mariana Ferrer tem um impacto importante. Ainda que não tenha havido a condenação do réu, foi aberto um debate nacional acerca do tema e as mulheres brasileiras têm dado visibilidade e mostrado que não seremos tolerantes ao crime de estupro. Vamos exigir que a lei seja cumprida e que a Justiça seja feita como deve ser.

Foto: divulgação

Copyright © 2023 Bahia Economica - Todos os direitos reservados.