ENTREVISTA DÊNIO CIDREIRA, PRESIDENTE DA ARENA FONTE NOVA

ENTREVISTA DÊNIO CIDREIRA, PRESIDENTE DA ARENA FONTE NOVA

Por: João Paulo Almeida 

Bahia Econômica – A prefeitura de Salvador liberou a fase amarela recentemente onde permitiu a abertura de cinemas teatros e outros centros de lazer. O senhor acredita que em 2021 o setor de eventos pode voltar a aquecer a economia do estado?

Dênio Cidreira – É o que todos nós esperamos. Com o avanço da vacinação da população, o setor de entretenimento pode voltar a aquecer a economia de Salvador e da Bahia. E nós da Arena Fonte Nova estamos preparados para isso. Desde o início da pandemia, a Arena nunca esteve parada, seja apoiando as operações da Prefeitura e do Governo do Estado para salvar vidas, como a vacinação por drive thru, a Base Móvel do SAMU e o Hospital de Campanha, ou mantendo nosso planejamento em dia para a retomada a qualquer momento, como foi com a volta das partidas do EcBahia, ano passado. Além disso, a nossa Arena Gamer, projeto inovador voltado para a área de e-sports, também está em plena atividade, com a realização de competições online, disputadas via internet.

BE- O Governador Rui Costa afirmou que acha viável a realização do carnaval de 2022. O senhor acredita que ele pode acontecer?

Dênio Cidreira – Tudo vai depender do avanço da vacinação da população. E fico feliz em perceber que a Bahia permanece entre os cinco estados que mais vacinou pessoas em relação à quantidade de habitantes. Aqui na Arena temos o nosso Carnavalito, outro projeto inovador, que acontece em pleno Carnaval e que já caiu no gosto dos baianos e dos turistas. Caso seja viável, e em alinhamento com todas as autoridades, o Carnavalito irá acontecer sim.

BE – A Fonte Nova tem no seu planejamento a realização de um carnaval em 2022?

Dênio Cidreira – Sim, é o Carnavalito, cuja 3ª edição já está em fase de planejamento. Mas, reforço, como falei antes, que a realização da festa depende do avanço da vacinação e da autorização dos órgãos competentes.

BE – Qual a expectativa de movimentação do equipamento para 2021?

Dênio Cidreira – No momento seguimos dando apoio nas operações para salvar vidas, com a utilização das nossas instalações. Em paralelo, não descuidamos do nosso cronograma de manutenção das nossas instalações, em especial do gramado, para podermos voltar a receber jogos, tão logo seja possível.

BE – Com o ritmo de vacinação lento como está, o senhor acredita que a Fonte Nova vai voltar a receber público em partidas de futebol em 2021?

Dênio Cidreira – É o nosso maior desejo. A Arena é um equipamento vivo, nascido para realizar, como dissemos na nossa campanha institucional desse ano. Seja para realizar jogos, eventos, shows ou as operações de saúde, nossa esperança é que tudo isso passe logo para que a gente possa voltar a receber um dos nossos principais ativos que o público.

BE – A Fonte Nova tem algum plano de recuperação para a retomada nesse momento de pandemia onde ela precisou ficar fechada?

Dênio Cidreira – A Arena Fonte Nova nunca esteve fechada. Nunca estivemos parados. Apoiamos a Prefeitura e o Governo do Estado nas ações em combate a pandemia, a Arena Gamer realizou suas competições em formato online, o cronograma de manutenção do estádio permaneceu intacto, em atenção especial ao gramado, recebemos as partidas do EcBahia. Além disso, continuamos focados no nosso planejamento para continuar fazendo da Arena Fonte Nova o principal espaço de entretenimento da Bahia, impulsionando ainda mais a economia do nosso Estado.

Foto: Erick Salles