SAMUELITA SANTANA: VISUALIDADES – HISTÓRIA INSPIRADORA: BAIANA DE 10 ANOS SE PREPARA PARA O BOLSHOI

SAMUELITA SANTANA: VISUALIDADES - HISTÓRIA INSPIRADORA: BAIANA DE 10 ANOS SE PREPARA PARA O BOLSHOI
Ela tem apenas 10 anos, é bailarina e, apesar da pouca idade, já tem histórias desafiadoras para contar. Quando a palavra é “dançar”, algo mágico acontece na caixa de ressonância de Giulia Santana, essa baianinha de Salvador que em outubro do ano passado foi selecionada pelo Bolshoi, a mais conceituada Escola de Balé do mundo, para participar da audição nacional que acontece anualmente em Joinville-SC, onde existe a única unidade do Bolshoi fora da Rússia. Giulia concorreu com 5 mil bailarinos de diversas regiões do Brasil, ficou entre os 700 selecionados para a etapa nacional e entre os 100 que venceram a primeira fase eliminatória da seleção.
Mas como toda menina baiana tem um dom que Deus dá, Giulia Santana não desistiu do sonho de alcançar o seu “grand jeté ” , o chamado grande salto no jargão dos bailarinos e, na próxima semana, retorna à Joinville para paraticipar de um curso de preparação para bailarinos clássicos, na referenciada Escola de Teatro Bolshoi do Brasil. Com sua determinação inspiradora e vontade de se superar, Giulia mobilizou a família que passa agora a residir em Joinville onde as oportunidades para que seu sonho se realize são imensas.Giulia vai participar da Seleção 2020 do Bolshoi que acontece em Joinville no final do ano e cheia de otimismo e bom humor avisou à mãe que acompanha e apoia todos os seus projetos: não descerá das sapatilhas até aperfeiçoar a técnica, os movimentos e os passos que lhe levarão ao reconhecido Bolshoi, escola cuja missão no Brasil é formar com excelência cadadãos e novos artistas da dança.
A trajetória de Giulia Santana é uma lição de garra, disciplina e inspiração. A mãe Bluma Santana conta que foi através da ginástica rítmica, aos sete anos, que Giulia desenvolveu a sua paixão pelas artes performáticas. Desde lá, já despertava o interesse de grandes profissionais da área e, aos oito anos, recebeu o convite da técnica européia Giurga Nedialkova para passar um período de treinos na Bulgária. No entanto, foi no universo da dança que a pequena Giulia encontrou a sua voz e expressão. Em 2019, participou de eventos nacionais e internacionais, como solista. Em todos eles, consagrou-se como campeã ou vice-campeã, ganhou cursos como premiações extras dos jurados, além de ter sido selecionada para participar do Tanzolymp 2020, importante evento de dança que acontece na cidade de Berlim, na Alemanha. “Seu futuro é inimaginável”, escreveu em sua ficha de competição a examinadora Janne Ruth, coordenadora dos grupos de dança do Ceará e fundadora do Festival Internacional de dança de Fortaleza. A conceituada coreógrafa francesa Edith Meric, declarou: “Um grande talento para a Bahia e para o mundo!”, concedendo-lhe nota máxima.
Dia 21, quando muda-se para a nova cidade e inicia o conceituado curso de Verão na Escola Teatro Bolshoi, Giulia Santana, embora ainda tão pequena, ensina com sua tenacidade que além do talento nato que lhe inspira e privilegia, o sonho só se concretiza com a persistência, a vontade de aprender sempre, a ousadia e a coragem dos que jamais desistem.
Samuelita Santana
Jornalista
samuelitasantana@hotmail.com