quarta, 22 de maio de 2024
Euro 5.553 Dólar 5.1251

ANGELO CORONEL – SENADOR DO PSD PELA BAHIA

Redação - 30/09/2019 07:00

Por João Paulo Almeida

BE- O senado deve votar essa semana à reforma da previdência. Em sua opinião a inclusão dos estados e municípios deve acontecer?

AC- Essa será uma PEC paralela que está tramitando, esperamos que os pontos que não foram contemplados no texto original que veio da câmara sejam contemplados e a gente consiga fazer o melhor para população nessa PEC paralela. Na próxima terça-feira iremos votar em primeiro turno. Eu inclusive irei votar a favor da previdência, pois os temas que eu discutia foram contemplados. Dentre eles destaco, não prejudicar o produtor rural, o ibpc foi mantido, foi mantido algumas transições, e agora vamos tentar ver que os outros pontos a gente consegue aprovar na PEC paralela.

BE- Como o senhor analisa a redução na expectativa de economia que o texto aprovado na câmara trouxe a reforma da previdência?

AC – Esses números propostos pelo governo são números muito duvidosos. Começa em trilhões depois passa para bilhões, como esse resultado só teremos daqui a 10 ou 15 anos tudo ainda é futurologia. Mas não serei eu que serei contra a reforma da previdência para depois não dizerem que serei eu o senador Ângelo Coronel que está contra o avanço do Brasil. Eu venho do seguimento empresarial e por isso eu vou votar de acordo com o nosso segmento e votar a favor do projeto. Por que principalmente os pontos que eu defendia foram atendidos. E quanto essa economia eu prefiro nem comentar e deixo uma interrogação no ar. Será que vamos conseguir?

BE- O debate sobre a idade mínima da aposentadoria ficou em segundo plano na reforma frente aos debates políticos que ocorreram no processo na câmara. Como o senhor analisa a nova idade mínima e o tempo de contribuição da reforma da previdência?

AC- Eu acho que uma pessoa que tem 60 anos ainda é jovem. Eu por exemplo tenho 61 e estou me considerando zerado ainda. Agora evidentemente quem começou a trabalhar cedo vai ficar prejudicado. Esperamos que com a PEC paralela e amenizar o sofrimento dessas pessoas que estão ai, realmente raivosas e com razão de ver a sua idade ser ampliada para se aposentar. Agora o importante de se dizer é que todo segmento ainda vai ter uma penalização e nós estamos trabalhando para diminuir a questão dos danos através dessa PEC

BE- Como o senhor analisa a rejeição do relator no Senado da reforma da Previdência, Tasso Jereissati (PSDB-CE), frente às 76 sugestões de mudanças no texto da proposta apresentadas por senadores em plenário?

AC- na verdade houve um consenso para que o senado não alterasse o texto original para que o projeto não tivesse que voltar para câmara, então essa PEC paralela é que será o grande conserto do texto que passou na câmara. O Tasso fez um bom trabalho, podia ter melhorado mais, porém se você muda o texto tem que voltar a estaca zero e por isso a importância dessa pec paralela.

BE- o senhor foi eleito presidente da comissão que vai analisar as fakes News. Como está o trabalho?

AC- O trabalho já começou. Já tivemos quatro sessões. Vamos ter que termina-la até dia 23 de dezembro, podendo até ser prorrogada. O objetivo aqui é melhorar o marco legal da internet no Brasil protegendo a sociedade brasileira, que hoje fica mercê de perfis falsos depreciativos, que abala a honra de famílias, que abala marcas e sita crianças a cometimentos de crimes e essa será a nossa grande função. Ao final dessa CPMI agente possa deixar um legado para a sociedade brasileira protegendo as pessoas que são vulneráveis a ataques pelas redes sociais

BE- O senhor foi vítima recentemente de uma ameaça de morte vindo de um perfil falso da internet. O que o senhor poderia comentar a respeito?

AC- Foram oito e-mails num prazo de 15 dias dizendo que ia encher minha boca de chumbo. A policia federal legislativa localizou com apoio do google o IP de onde saíram as mensagens em Minas Gerais, Belo Horizonte. A policia foi atrás e a agora um piloto de avião está sendo processado. Ele tem 36 anos não é um leigo e afirma que estava alcoolizado, mas oito e-mails em 15 dias eu estou até preocupado se coloco ele na polícia ou nos alcoolatos anônimos, por que eu nunca vi tanta cachaça em 15 dias para se mandar todos esses e-mails. Não acreditei e abri o processo. Que sirva de lição, para quem acha que anda revestido desse pseudoanônimo, vai acabar caindo por terra e nós vamos fundo nessa CPMI para proteger o povo brasileiro das pessoas que colocam perfis falsos para depreciar pessoas nas redes sociais. Sempre mantendo o pilar da democracia, para que as redes sociais não influenciem nas eleições desse pais, o povo é soberano , o povo é líder para escolher seus governantes, não por influencia de grupos que bancam financeiramente para vender seus candidatos na internet, como aconteceu nas redes sociais durante as eleições passadas .

Copyright © 2023 Bahia Economica - Todos os direitos reservados.