ENTREVISTAS

GLICÉRIO RAMOS - PRESIDENTE DA PRESIDENTE DA ASSOCIAÇÃO BAIANA DA INDÚSTRIA HOTELEIRA (ABIH)

Por João Paulo Almeida Bahia Econômica – Qual a expectativa do turismo baiano nesse final de ano? Glicério Ramos – A tendência dos próximos meses é manter a taxa de ocupação igual ao do ano passado, com estabilidade, sem expectativa de aumento. O Réveillon é um produto consolidado na capital baiana e esperamos manter a mesma taxa de ocupação do ano passado com aproximadamente 98%. A ABIH-BA está intensificando as

ALFEU PEDREIRA LUEDY - PRESIDENTE DA ANTAQ BAHIA

Por João Paulo Almeida  Bahia Econômica – Como são definidos os preços para os navios de cruzeiros atracarem no porto de salvador Alfeu Pedreira Luedy – Hoje o terminal de Salvador é fruto de arrendamento com preço de tarifa definido em leilão. A Antaq ( Agência Nacional de Transportes Aquaviários), recebe um estudo de viabilidade técnica econômica que pode ser feita inclusive pelo licitante e aprova o projeto nos termos

ARTHUR MAIA - DEPUTADO FEDERAL PELA BAHIA

Por: João Paulo Almeida  Bahia Econômica – Como o senhor avalia o pacote de medidas proposta pelo governo federal que visa diminuir o gasto público?  Arthur Maia – “Eu vejo com bons olhos a proposta do governo de tentar mexer no controle de gastos e nas contas publicas. Esse tipo de proposta é bem vinda para o Brasil, porém vamos analisar com mais calma o texto e observar o que

DANIEL ALMEIDA - LÍDER DO PC do B na CÂMARA

Por: João Paulo Almeida  Bahia Econômica – O texto da Reforma da Previdência aguarda apenas a sanção do Presidente Jair Messias Bolsonaro (PSL) para entrar em vigor em 2020. Durante o debates na câmara a oposição ao texto conseguiu algumas vitórias importantes como a relacionada aos trabalhadores rurais. Como o senhor avalia a atuação da oposição na reforma da previdência? Daniel Almeida – Eu acho que a oposição trabalhou muito

OTTO ALENCAR - SENADOR PELO PSD NA BAHIA

Por João Paulo Almeida Bahia Econômica- Como o senhor avalia a votação da divisão onerosa do pre-sal no senado federal? Otto Alencar- Nós conseguimos pressionar o governo federal. Eles queriam agilizar a reforma da Previdência e nós chegamos e colocamos o pré-sal na frente. Nós negociamos e conseguimos um espaço maior no governo. Foi bom, mas não foi o ideal. Primeiro o governo queria que os recursos fossem utilizados para

RENATO EZEQUIEL - PRESIDENTE DOS SINDICATOS DOS COMERCIÁRIOS DO ESTADO DA BAHIA

Por João Paulo Almeida Bahia Econômica – Como o senhor avalia a falta de consenso entre o sindicato dos comerciários e o sindicato dos lojistas para convenção coletiva no comércio baiano? Renato Ezequiel – Existem alguns pontos que precisam ser esclarecidos e precisam ser colocados em pauta para essa convenção ser assinada. Eu vejo que questões como o reajuste retroativo a 2018 e o trabalho aos domingos sem a remuneração

CARLOS ANDRADE - PRESIDENTE DA FECOMÉRCIO-BA

Por João Paulo Almeida  BE- Como o senhor avalia a possibilidade de fechamento do comércio nos feriados em Salvador ? CA – É com muita preocupação que a Fecomércio-BA vem acompanhando esta possibilidade de fechamento do comércio aos feriados em Salvador. O primeiro ponto e principal é que fere a liberdade econômica das empresas, ou seja, quem deve definir se deve ou não abrir é o próprio empresário. Num caso

JULIO SEGALA - ESPECIALISTA EM INVESTIMENTOS EM FRANQUIAS FORA DO BRASIL

Bahia Econômica – Quais os riscos de se investir fora do Brasil? Julio Segala – Quando você sai de um país onde conhece as leis e domina o mercado, e vai para um local onde o mercado é desconhecido, que ainda não tem o total domínio das leis, que ainda não vivenciou o mercado, sempre tem o risco de não conseguir prever ou analisar todas as situações. A gente sempre

ANGELO CORONEL - SENADOR DO PSD PELA BAHIA

Por João Paulo Almeida BE- O senado deve votar essa semana à reforma da previdência. Em sua opinião a inclusão dos estados e municípios deve acontecer? AC- Essa será uma PEC paralela que está tramitando, esperamos que os pontos que não foram contemplados no texto original que veio da câmara sejam contemplados e a gente consiga fazer o melhor para população nessa PEC paralela. Na próxima terça-feira iremos votar em

EDVALDO BRITO - VEREADOR PELO PSD DA BAHIA

Por: João Paulo Almeida  Bahia Econômica – Vereador como o senhor analisa a atuação do prefeito na questão da isenção do ISS para empresas de ônibus? Edvaldo Brito – Inicialmente eu achei equivocada. O prefeito construiu toda a solução através de um TAC que é um termo de ajustamento de conduta, perante o Ministério Público. Esse é um documento normativo muito importante, por que a pessoa assume obrigações e deveres.