ARTIGOS

JOSÉ MACIEL - O PROJETO CACAU 500

No dia 15 de setembro último, assistimos uma “live” coordenada pelos engenheiros agrônomos da CEPLAC Antônio Zugaib, Geraldo Landim  e Ivan Souza, abordando o  chamado Projeto CACAU 500, que visa, entre outros objetivos, a obtenção de altos níveis de produtividade dos cacauais, de forma escalonada  até alcançar a marca de 500 arrobas por hectare (500@por ha), redução de custos unitários e aumento das receitas e da lucratividade. Outros técnicos igualmente

ADARY OLIVEIRA- A VOLTA DO OURO BRANCO

Eu estudava no Rio de Janeiro em 1960, na Escola de Aeronáutica do lendário Campo dos Afonsos,na ocasião em que o presidente Juscelino Kubitschek empreendia a construção de Brasília. Brasília ainda não estava inaugurada quando Juscelino recepcionou o presidente dos Estados Unidos Dwight Eisenhower na nova capital. Os meus colegas cariocas que não gostavam nem de ouvir falar que o Rio deixaria de ser a capital federal, diziam: “Vocês estão

JOSÉ MACIEL- UNIÃO  EUROPEIA PODE  DIFICULTAR IMPORTAÇÕES DE COMMODITIES BRASILEIRAS

A União Europeia é um grupo de nações   com grandes volumes de subsídios concedidos ao agronegócio, promovendo distorções do comércio, e dificultando o acesso do Brasil e outros países exportadores aos seus mercados e a terceiros mercados nos quais  concorremos com eles, neste caso por conta de pesados subsídios endereçados às exportações daquele universo de países. Em termos de subsídios agrícolas , os países desenvolvidos destinam um orçamento médio de

SAMUELITA-  BRASIL EM RETROCESSO. O SONHO ACABOU ?

Me ponho silenciosa a refletir esse triste momento do país. Triste por tudo! Pela pandemia que nos assola, pelos inacreditáveis mais de 125 mil mortos,  brasileiros que se foram assim repentinamente e de forma tão solitária, por tantas famílias enlutadas, pela falta de solidariedade genuína de um governo que enfrentou a crise de forma tão negligente e, ainda, pela natureza perversa de certos gestores – com matizes políticas diversas, diga-se –

ADARY OLIVEIRA- A QUÍMICA FINA

A indústria da química fina é caracterizada por fabricar compostos químicos de alto valor agregado e em pequenas quantidades. As massas são avaliadas em gramas ou miligramas e o seu transporte geralmente é feito por via aérea, pois o frete não é um fator importante na determinação do seu preço final. Eles são dotados de elevada pureza, não podem ter contaminações e geralmente se constituem na matéria prima para fabricação

JOSÉ MACIEL - É PRECISO CONCLUIR O CADASTRO AMBIENTAL RURAL

Criado pelo Código Florestal ( Lei 12.651, de 2012, artigo 29), no âmbito do Sistema Nacional de Informações sobre o Meio Ambiente, o Cadastro Ambiental Rural – CAR é um registro público eletrônico de abrangência nacional, auto declaratório e obrigatório para todos os imóveis rurais, destinado a integrar as informações ambientais de propriedades e posses rurais relativas à situação das áreas de Preservação Permanente , das áreas de Reserva Legal,

ADARY OLIVEIRA- O PETRÓLEO E O COVID-19

Produtores, consumidores e mesmo os poupadores que aplicam parte de suas reservas nas ações da Petrobras, devem estar preocupados com o que vai acontecer com a demanda, o preço e o suprimento de petróleo e gás natural nos próximos dez anos diante do impacto promovido pela pandemia do Covid-19. A indústria de petróleo busca definir um modelo econômico capaz de traduzir orompimento da tendência de demanda, sem precedentes, verificada no

SAMUELITA- JORNALISMO COM DIPLOMA E AS FAKE NEWS: DE QUE SE QUEIXA A CORTE ?

Nesse embate contra as fake news que o Supremo Tribunal Federal tomou ofensivamente para si, na tentativa de punir e brecar as labaredas de ódio que cospem fogo sobre as paredes do seu Palácio, podemos, quem sabe, refletir que o STF esteja provando do amargo veneno elaborado no tubo de ensaio da sua própria corte. Em 2009 os supremos ministros, por 8 votos a 1 – eu disse 8X1, quase unanimidade portanto

BERNADO DE MENEZES -  TURISMO E O SENTIDO AMPLO DA PALAVRA SANEAR

Não são poucas as atividades que vivem o angustiante vai-não-vai ditado pela dança dos números da Covid-19, ora baixando, ora subindo, a depender dos níveis de incidência em cada momento e lugar. Claro, voltar à normalidade é tudo o que se quer nestes meses de aperto. Neste cenário, é péssimo para o Brasil o nó cego no quesito saneamento. Há países em pior situação ainda. No turismo, também é grande

JOSÉ MACIEL- INFORMAÇÕES E PROJEÇÕES PARA O AGRONEGÓCIO

Apesar do atual contexto da pandemia,  das pressões de investidores estrangeiros aceca da política ambiental e do desmatamento , mormente na Amazônia, e de ameaças de boicotes por parte de empresas importadoras e de varejo, mais concentradas na Europa, as informações, cenários e projeções concernentes ao nosso agronegócio parecem animadoras, ao menos no presente e no horizonte de curto e médio prazos. Devemos antecipar , contudo,  que isso não autoriza