ARTIGOS

ADARY OLIVEIRA : OS CAMINHOS PARA A REINDUSTRIALIZAÇÃO

Muitas fábricas estão sendo paralisadas no Brasil devido às dificuldades de superação dos problemas e dos complicadosdesvios das adversidades encontradas pela frente. As causas da desindustrialização estão relacionadas à capacidade que tem uma unidade industrial de conviver com a concorrência nacional e internacional. Os motivos apontados são: a escala de produção, com reflexos diretos no custo unitário de fabricação; a atualização tecnológica, com impacto sobre a produtividade; a obsolescência do

COLUNA NO JORNAL A TARDE: BOLSONARO E O PIB, COM DIREITO A LEONARDO DE CAPRIO

O PIB brasileiro cresceu 0,6% no 3º trimestre do ano, e já registra crescimento de 1,2% nos últimos 12 meses, mas neste país polarizado, envolto num verdadeiro BA x VI político, poucos se perguntam a razão desse crescimento. Pois bem, é hora de fazer justiça e dizer que esse bom desempenho foi possível não apenas pela política econômica do Ministro Guedes, mas também por conta do governo Temer.   Apesar do

PAULO AMILTON : VIVA OS SOCIALISTAS BRASILEIROS

Uma anedota muito popular nas redes sociais brasileiras diz o seguinte: Um Padre ligado a Ação Pastoral da Terra (APT) está visitando um acampamento do Movimento dos Sem Terra (MST) e indaga a um assentado, “Ohh companheiro, se vossa pessoa tivesse a posse de um milhão de reais, você dividiria com seus outros companheiros de assentamento?” O assentado afirma, “claro que sim, seu Padre”. O Padre então pergunta novamente, “E

JEFERSON BACELAR: GANHADORES NA BAHIA

 João José Reis é hoje um dos principais historiadores da Academia ocidental, por seus estudos sobre a escravidão africana na Bahia no século XIX. Parece exagero o dito, entretanto, não o é, corresponde à realidade do reconhecimento nacional e internacional de sua obra. Agora, aparece com um novo livro denominado Ganhadores. A Greve Negra de 1857 na Bahia ( São Paulo: Companhia das Letras, 2019 ). Um calhamaço de 400

ARMANDO AVENA: OS MISTÉRIOS DA BARRA 

Quando se chega ao Cristo e os olhos percorrerem a praia até chegarem ao Farol da Barra, a certeza é imediata: estamos diante de uma das mais belas vistas do mundo. E, no entanto, a medida que se anda pelo calçadão um mistério começa a tomar forma, pois, ao invés de casas e apartamentos milionários e hotéis cinco estrelas, como se vê em Copacabana, Nápoles ou Fortaleza, o que se

WILSON F. MENEZES : MAIS TRABALHO INFORMAL COMO PROVA DE UMA NOVA DINÂMICA ECONÔMICA

Em matéria de 16 de novembro, O Estadão afirma que “A informalidade recorde no mercado de trabalho está ajudando a derrubar a produtividade da economia brasileira, que se recupera lentamente da recessão vivida entre 2014 e 2016”. Trata-se de um argumento falacioso, até mesmo pela ausência de um conceito de informalidade para assegurar a veracidade dessa afirmação,ainda que se possa deduzir esse conceito através das formas que são sugeridas, ou

ADARY OLIVEIRA- O ARRENDAMENTO DA FAFEN

Finalmente prevaleceu o bom senso e a Petrobras anunciou, em 21/11/2019, o arrendamento das fábricas de fertilizantes nitrogenados que possui na Bahia e em Sergipe,ao invés de sua anunciada hibernação. A vencedora foi a Proquigel Química S.A.integrante do Grupo Unigel. A manifestação contrária à paralisação feita pelos empresários brasileiros, principalmente dos da Bahia e Sergipe, reforçada pelos pronunciamentos da Associação Nacional para a Difusão de Adubos (ANDA) e a Associação

ERIK FIGUEIREDO: EXTINÇÃO DOS MUNICÍPIOS COM MENOS DE 5 MIL HABITANTES E OS NARRADORES DE JAVÉ

Utilizei a co-produção Franco-Brasileira “Narradores de Javé” como um pano de fundo para a discussão de um artigo no passado e a trago novamente. Só para relembrar, o filme relata o drama de uma cidade do interior do Nordeste prestes a ser submersa pela águas de uma represa. Buscando  evitar a inundação ou, em última instancia, justificar uma indenização, os moradores tentam provar a relevância do patrimônio histórico no município. 

REJANE GOMES: OS MILHÕES DE “BATALHADORES” NA POBREZA E NA INFORMALIDADE

Os indicadores sociais e econômicos são explícitos em demonstrar a difícil situação de milhares de pessoas em busca de ocupação no mercado de trabalho, o que está longe de ser umasituação conjuntural, mas já consolida-se como a nova configuração das condições de trabalho que vêm ampliando as modalidades de trabalho instáveis e sem proteção social. Em um país que tem a desigualdade social como a marca do seu desenvolvimento, as