segunda, 15 de abril de 2024
Euro 5.5233 Dólar 5.1909

JOANA AVENA – ESTUDAR EM PORTUGAL COM A NOTA DO ENEM

Redação - 05/04/2024 09:59 - Atualizado 11/04/2024

Desde 2014 a mudança na legislação de Portugal e os acordos firmados com o governo brasileiro, criaram fatores que facilitam o acesso de brasileiros ao sistema superior português, dentre eles a aceitação do resultado do ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio) como requisito único para admissão em renomadas universidades do país.

A qualidade acadêmica, o idioma similar, clima ameno, arquitetura e história familiares, possibilidade de trabalhar e estudar, segurança e qualidade de vida, são alguns dos motivos que levam Portugal a ser um dos destinos mais desejados por alunos que pretendem fazer uma graduação ou pós-graduação no exterior.

Em Portugal, mesmo as universidades públicas são pagas, os discentes de graduação arcam com uma taxa anual que varia de 2.000 a 7.000 euros, algumas instituições ainda estabelecem valores menores para os países lusófonos. Levando em consideração que no Brasil as principais universidades privadas cobram valores mensais – e não anuais – que variam de R$2000 a R$13.000, o custo torna-se atrativo.

A qualidade acadêmica das instituições de ensino superior também chama atenção dos candidatos. A Universidade de Lisboa, por exemplo, frequentemente figura em primeiro lugar nos rankings internacionais sobre as melhores universidades de Portugal. Estudar na Universidade de Coimbra, uma das mais antigas da história com mais de sete séculos de existência e tombada como Patrimônio Mundial da UNESCO, é uma experiência intelecto-cultura. A universidade do Porto é considerada a universidade mais internacional do mundo.

Outro ponto que desperta interesse nos candidatos é o processo de candidatura simplificado e totalmente on-line e a alta taxa de empregabilidade, além do peso do Diploma emitido por uma universidade portuguesa, que concede ao profissional a possibilidade de trabalhar em qualquer país da União Europeia, o que abre as portas do mercado de trabalho à nível global.

Vale destacar, no entanto, que a nota mínima para se candidatar vai depender de cada universidade e curso, normalmente as universidades exigem um mínimo de 500 pontos no ENEM. Além disso, não são todas as universidades e os cursos que são elegíveis, Medicina, por exemplo, é um curso que não aceita candidatura via ENEM.

Outro ponto de atenção são o casos de xenofobia contra brasileiros, com um crescimento de 224% no número de imigrantes brasileiros em Portugal desde 2018 (dados do Itamaraty), a recorrência de situações de preconceito tornou-se um fator alarmante no processo de escolha das universidades. Em visita as universidade de Portugal, em novembro de 2023, questionei a vice-reitora da renomada Universidade de Coimbra, Dra. Cristina Albuquerque, a esse respeito, ela reforçou que “a instituição de ensino tem mantido um olhar atento e intolerante a xenofobia em sua comunidade”.

De todo modo, estudar neste pequeno país, para além de uma experiência acadêmica, é também uma experiência histórico-cultural de encontro com nossas origens e jornada pelos caminhos da nossa história além mar.

*Joana Avena é internacionalista, Doutoranda em Educação e Coordenadora de Internacionalização do Grupo Educacional Anchieta

Publicado no jornal A Tarde em 24/01/2024

 

 

 

Copyright © 2023 Bahia Economica - Todos os direitos reservados.