segunda, 15 de abril de 2024
Euro 5.5077 Dólar 5.1905

UFBA E UFSB OBTÊM NOTA MÁXIMA EM AVALIAÇÃO DE QUALIDADE DO MEC

João Paulo - 03/04/2024 08:00 - Atualizado 03/04/2024

Segundo dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), as universidades federais da Bahia (Ufba) e do Sul da Bahia (UFSB) estão entre as melhores do país. Ambas foram listadas entre as instituições federais com máximo Índice Geral de Cursos (IGC): a nota 5 (a escala vai de 1 a 5). Os . As universidades federais são aquelas que proporcionalmente têm o maior número de instituições entre as melhores do país.

O IGC é um indicador de qualidade de universidades, faculdades e centros universitários que leva em consideração cinco aspectos: a nota do Enade (prova que os formandos fazem); o quanto o aluno melhorou do Enem para o Enade; uma questionário respondido pelos estudantes sobre as condições de estudo que tiveram; o nível de formação dos professores e o tipo de contratação deles; além da avaliação da pós-graduação que a Capes faz de cada instituição. Como mostrou o jornal O Globo ontem, dos 111 institutos federais e universidades avaliados, 20 ocuparam uma posição entre as melhores instituições do país (faixa 5, muito alto) e 74 estiveram no segundo melhor nível de desempenho (faixa 4, alto). Os 17 restantes ocuparam a faixa 3 (médio). Nenhum ficou abaixo disso.

Além da Ufba e da UFSB, estão na faixa 5 as universidades de Brasília (UnB), de São Carlos (UFSCar), de Viçosa (UFV), do Rio Grande do Norte (UFRN), do Paraná (UFPR), de Minas Gerais (UFMG), de Pernambuco (UFPE), do Rio Grande do Sul (UFRGS), de Santa Maria (UFSM), do Ceará (UFC), de Santa Catarina (UFSC), do Rio de Janeiro (UFRJ), de São Paulo (Unifesp), de Lavras (UFLA), de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA), do ABC (UFABC), do Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA) e do Instituto Militar de Engenharia (IME). A Universidade do Estado da Bahia (Uneb) obteve nota 4 no IGC. Com informações de O Globo.

Crédito: Marina Silva/CORREIO

Copyright © 2023 Bahia Economica - Todos os direitos reservados.