segunda, 15 de abril de 2024
Euro 5.5233 Dólar 5.1909

SAIBA COMO SE QUALIFICAR PARA NO SETOR INDUSTRIAL

João Paulo - 01/04/2024 07:45 - Atualizado 01/04/2024

De acordo com dados do Observatório Nacional da Indústria, da Confederação Nacional da Indústria (CNI), as mulheres são um quarto da força de trabalho na indústria brasileira. Embora elas não estejam nem metade dos cargos de tomadas de decisões na área, ações de equidade de gênero são implantadas nas corporações, em um movimento relativamente recente de conscientização de diversidade e inclusão.

Estar preparada e qualificada é fundamental para quando as oportunidades de emprego e promoção surgirem. De acordo com Carla Bezerra, gestora de RH e especialista em Desenvolvimento de Carreira, a profissional que almeja crescer profissionalmente, não apenas na área da Indústria, mas em todas as outras, precisa focar na capacitação em Y.

O conceito está relacionado ao desenvolvimento de carreira, onde o profissional aprofunda conhecimentos de sua área de formação ao passo em que também se dedica em adquirir habilidades em outras áreas, como, por exemplo, um engenheiro civil, que se faz um curso ligado em liderança porque tem como plano ser um gestor. “Os profissionais que planejam uma carreira em Y são mais valorizados dentro das organizações, pois acabam se destacando entre os demais, demonstrando assim que não desejam ficar estagnados em suas posições e que buscam sempre a evolução”, comenta Carla.

A também especialista em Desenvolvimento de Carreiras, Alana Fábia, lembra sobre a importância de estar atenta à Indústria 4.0, a também chamada Quarta Revolução Industrial, sistema de tecnologias avançadas que cria oportunidades para os setores da robótica, internet das coisas, inteligência artificial e computação em nuvem. “São novas oportunidades que surgem em novas áreas e que todos os profissionais, para além da Indústria, devem estar atentos. A tecnologia já está aí, é uma realidade e não podemos correr dela, pelo contrário. Inclusive, a área da Tecnologia sofre com a carência de profissionais do sexo feminino”, completa.

Entre as habilidades que passarão a ser exigidas dos profissionais 4.0 estão a formação multidisciplinar, adaptação a mudanças do mercado e eficiência com processos com a automatização de tarefas burocráticas e operacionais. “À medida que as indústrias integram, cada vez mais, a IA nas suas operações, torna-se fundamental garantir que esta poderosa tecnologia seja segura e acessível a todos, trazendo à tona a importância de programas de formação abrangentes que dotem os indivíduos com os conhecimentos e competências necessários para navegar na intrincada intersecção entre a Inteligência Artificial e a sociedade humana”, avalia Rafaela Mancilha, advisor de Estratégias de Inovação para Indústria.

Rafaela destaca ainda a necessidade da colaboração entre a indústria e o governo na criação e implementação de programas de formação para esses profissionais. Essa colaboração, pontua ela, garantirá que as pessoas recebam as habilidades necessárias para contribuir de forma eficaz para as indústrias do futuro.

Foto: Imagem de Peter H por Pixabay

Copyright © 2023 Bahia Economica - Todos os direitos reservados.