segunda, 15 de abril de 2024
Euro 5.5077 Dólar 5.1905

ENTREVISTA COM A DEPUTADA LUDMILLA FISCINA FALANDO SOBRE A COMPOSIÇÃO DA CHAPA DE GERALDO JÚNIOR

João Paulo - 18/03/2024 05:00

Bahia Econômica – Deputada, o PV estadual está na base do governador Jerônimo Rodrigues, sendo um dos partidos que deve compor a chapa de apoio nas eleições de 2024. O partido deve lançar algum candidato próprio nos municípios satélites do estado?

Ludmilla Fiscina – O PV compõe uma federação e nas tratativas entre as lideranças haverá consenso na escolha dos nomes que irão disputar as eleições deste ano.

Bahia Econômica – O PV vai apoiar Geraldo Júnior na campanha de 2024? Como a senhora avalia essa aliança?

Ludmilla Fiscina – O PV faz parte da base aliada do governador Jerônimo e, nesse sentido, apoiaremos quem o governador e a base escolherem.

Bahia Econômica – Qual a importância da linha do VLT de Piatã, em Salvador, à Ilha de São João, em Simões Filho?

Ludmilla Fiscina – O trecho fruto da nossa indicação, além de ligar a Ilha de São João, na cidade de Simões Filho, ao bairro de Água Claras, em Salvador, se conectando com a estação do metrô deste bairro e a nova rodoviária, fará a ligação até Piatã, na orla de Salvador, pelas Avenidas 29 de Março e Orlando Gomes, com um percurso de quase 20 km e um investimento estimado em R$ 2 bilhões.

A extensão dessa linha beneficiará mais de 500 mil pessoas e trará reflexos positivos na mobilidade urbana de Salvador e Região Metropolitana, bem como perspectivas econômicas para toda a região, pois vai percorrer corredores de um conjunto de avenidas, ao interligar a Baía de Todos-os-Santos, o Subúrbio Ferroviário, ao município de Simões Filho, até o bairro de Piatã, atendendo a demandas da indústria, do comércio, de serviços e de lazer, bem como o escoamento de produtos por meio dos portos da capital.

O modal vai alimentar equipamentos importantes, como o porto de Salvador, o Centro Industrial de Aratu, o Hospital do Subúrbio e o Senai Cimatec, na Avenida Orlando Gomes, além de bairros populosos da capital, como Paripe, São Tomé de Paripe, Fazenda Coutos, Valéria, BR-324, Águas Claras, Castelo Branco, Cajazeiras IV, V e VIII, Nova Brasília, Jardim Nova Esperança, entre outros.

Bahia Econômica – Como a senhora avalia a extensão do metrô até Valéria e Palestina?

Ludmilla Fiscina – Trata-se de uma indicação nossa apresentada na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), direcionada ao governador Jerônimo Rodrigues.

Defendo esta ampliação pelo fato de o bairro possuir cerca de 55 mil habitantes e fazer limite com outros, como Palestina, Moradas da Lagoa, Periperi, Pirajá e Cajazeiras XI, cujos moradores têm dificuldade de locomoção.

Como parte dos esforços do Governo do Estado de implantar transporte integrado na Grande Salvador, o metrô assumiu papel importante para a nossa população através do sistema troncal estruturante, que deve ser estendido aos demais bairros, de Águas Claras aos bairros de Valéria e Palestina, o que facilitaria a mobilidade dos moradores com a inauguração da nova rodoviária da capital.

Esses bairros estão em pleno crescimento, com foco na saúde da população, nas oportunidades de emprego, com programas de capacitação para quem busca uma colocação profissional, além de opções de lazer e entretenimento para toda a família”, disse a deputada ao defender a importância desta medida no dia a dia da população.

Copyright © 2023 Bahia Economica - Todos os direitos reservados.