segunda, 15 de abril de 2024
Euro 5.5233 Dólar 5.1909

PETROBRAS E MUBADALA INICIAM AVALIAÇÃO DE ATIVOS PARA QUE A ESTATAL VOLTE A CONTROLAR A REFINARIA DE MATARIPE. VEJA O POSSÍVEL MODELO DE NEGÓCIOS

Redação - 17/03/2024 17:10 - Atualizado 18/03/2024

A Petrobras afirmou nesta sexta-feira, 15, que está dando prosseguimento às discussões com o Mubadala Capital em relação à formação de parceria na operação de refinarias. O escopo da parceria envolve a avaliação da aquisição de participação na Refinaria de Mataripe (RefMat) e do projeto em desenvolvimento de uma biorrefinaria integrada (Biorrefinaria).

A estatal informou que iniciará a fase de avaliação dos negócios, que abrange a due diligence dos ativos e a discussão sobre o modelo de negócio adequado para cada um. A petrolífera afirmou que serão discutidos o escopo dos potenciais investimentos futuros e desenvolvimento de novas tecnologias em conjunto com o Mubadala Capital.

Fontes extraoficiais informam ao portal  portal Bahia Econômica que, pelo menos por enquanto, o processo caminha no seguinte sentido: a Petrobras voltar a ter o controle da Refinaria de Mataripe ( ex-Rlam) através da compra de ações e com participação minoritária do Mubadala; ao mesmo tempo o Mubadala terá  controle da biorefinaria renovável anunciada pelo grupo árabe tendo a Petrobras como acionista minoritário e investidor. Tudo isso, no entanto, passa pelos resultados da due diligence e pela discussão de preço dos ativos.

O projeto de biorrefino integrado da Mubadala tem com capacidade projetada de produção de 20 mil barris/dia (na fase inicial), contempla planta de produção de diesel renovável e querosene de aviação sustentável a partir de óleo vegetal oriundo de culturas nativas, com operações nos estados da Bahia e Minas Gerais.

As empresas informam que não assinaram qualquer documento vinculante sobre a parceria até o momento, mas afirmam que  “o processo de análise da parceria será feito com respeito aos processos e governança interna de ambas as companhias, às pessoas e aos compromissos assumidos junto aos governos, agências reguladoras e demais públicos de interesse”.

Copyright © 2023 Bahia Economica - Todos os direitos reservados.