segunda, 15 de abril de 2024
Euro 5.5233 Dólar 5.1909

ADARY OLIVEIRA – A IMPORTÂNCIA DA PESQUISA HIDROOCEANOGRÁFICA PARA O BRASIL

Victoria Isabel - 04/03/2024 06:00 - Atualizado 04/03/2024

O Navio de Pesquisa Hidrooceanográfico Vital Oliveira, mantido pela Marinha do Brasil, foi objeto de palestra proferida pelo seu Comandante Leandro dos Santos, no Palácio da Associação Comercial da Bahia (ACB) na segunda-feira desta semana (26/02). O presidente da ACB, Paulo Cavalcanti, e Eduardo Athayde, bravo defensor e divulgador da Amazônia Azul, território molhado do Brasil com sede na Baía de Todos os Santos, foram os promotores do evento, tendo Eduardo se encarregado de iniciar a apresentação com dados da Amazonia Azul. O navio é um excelente laboratório de pesquisa oceanográfico e a palestra mostrou com riqueza de detalhes as características do navio e dos laboratórios, tripulado por cientistas altamente especializados. No dia da apresentação o Vital Oliveira encontrava-se atracado no Porto de Salvador.

A extensão da costa marítima brasileira, de mais de 8.000 quilômetros, e sua rica biodiversidade marinha, justificam por si só a manutenção de permanente pesquisa do mar, sempre atualizando as informações contidas na sua carta náutica. Para que o Brasil promova um desenvolvimento sustentável é de fundamental importância o domínio pleno do conhecimento de seus oceanos e mares, contribuindo para a segurança nacional, fortalecimento de sua economia e preservação do meio ambiente.
A preservação ambiental, a exploração racional dos recursos marinhos, a segurança alimentar e econômica, a navegação de cabotagem e de longo curso e a segurança marítima, os estudos climáticos e ambientais, são exemplos de atividades desenvolvidas dentro da oceanografia, importantíssimas para o engrandecimento da nação brasileira.

Em relação à preservação ambiental, a vasta costa brasileira possui ecossistema marinho dos mais diversos do planeta com áreas de reprodução de espécies, recifes de corais, manguezais e uma biodiversidade sem igual. A monitoração e preservação dos ambientes sensíveis requer serviço de pesquisa permanente, não só para conhecimento, mas também para sugerir providências preventivas e corretivas necessárias para a conservação e exploração das riquezas do mar.

A exploração racional dos recursos marinhos deve ser pautada na diretriz de maximização dos benefícios sociais e ambientais, considerando que os oceanos brasileiros são ricos em recursos naturais, como petróleo, gás natural, minerais e peixes. A pesquisa científica realizada por um navio semelhante ao Vital Oliveira produz informações essenciais para a exploração sustentável desses recursos, garantindo sua utilização de forma responsável e equilibrada.

Quanto à segurança alimentar e econômica, sobressai-se a pesca como atividade vital para inúmeras povoações costeiras do Brasil. A disponibilidade de alimentos que têm origem no mar necessita da ajuda da pesquisa hidrooceanográfica para conhecer bem como se dá a migração dos peixes, a sobrevivência dos ecossistemas marinhos e as modificações do clima que influenciam a disponibilidade de alimentos naturais do mar.

No que toca à navegação de cabotagem e de longo curso e a segurança marítima, merece atenção especial a extensa costa atlântica e as inúmeras rotas de navegação. A pesquisa hidrooceanográfica provê dados essenciais para a segurança da navegação, incluindo previsões meteorológicas, mapeamento de correntes marítimas e estudos de impacto ambiental para a construção de infraestruturas costeiras.

Através dos estudos climáticos e ambientais pode-se decifrar o papel dos oceanos na influência que exercem nas variações climáticas. Os efeitos decorrentes das oscilações de temperatura da superfície dos oceanos, os processos de formação das correntes marítimas, a absorção de carbono, os artifícios naturais de autodepuração, e tudo o mais que contribui para que se faça previsões precisas sobre as mudanças climáticas e acontecimentos desastrosos.

A palestra que ouvi na ACB se encaixa dentro da necessária divulgação da riqueza da Amazônia Azul. A pesquisa hidrooceanográfica é uma ferramenta essencial para o Brasil, um país com uma extensa costa marítima e uma rica diversidade marinha. Investir nesse campo não só promove o desenvolvimento sustentável e a segurança nacional, mas também contribui para a proteção do meio ambiente e o bem-estar das gerações futuras. Merecem parabéns de toda a sociedade a Marinha do Brasil e a Associação Comercial da Bahia pela promoção, principalmente por chamar atenção para valores que possuímos e muitas vezes se escondem nos afazeres do nosso dia a dia.
Adary Oliveira é engenheiro químico e professor (Dr.) – [email protected]

Copyright © 2023 Bahia Economica - Todos os direitos reservados.