quinta, 18 de julho de 2024
Euro 6.0049 Dólar 5.4906

FEIRA DE SANTANA: COLBERT VOLTA ATRÁS E CONDICIONA REAJUSTE SALARIAL À APROVAÇÃO DO ORÇAMENTO DE 2024

Emilly Lima - 15/12/2023 14:31 - Atualizado 15/12/2023

O prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins (MDB), alterou sua postura e decidiu condicionar o reajuste dos servidores à aprovação do Orçamento do exercício de 2024.

Anteriormente, Colbert havia assegurado que tinha recursos disponíveis para efetuar o reajuste salarial dos servidores municipais, estabelecido em 4% retroativo a maio, imediatamente após a aprovação do projeto de lei pela Câmara.

Diante disso, a presidente da Câmara, Eremita Mota, afirmou que promulgará o reajuste caso o Poder Executivo não o sancione, transformando-o em lei e obrigando o governo a cumpri-lo.

Eremita Mota (PSDB) contestou a nova decisão do chefe do Executivo, considerando-a absurda. Ela argumentou que a despesa refere-se a 2023, com orçamento em vigor, e não há impedimento orçamentário para efetuar o pagamento imediato.

O projeto que concedeu o reajuste foi aprovado na última quarta-feira, dia 13. Durante a sessão, o prefeito, o secretário Moura Pinho e o líder do governo na Câmara, José Carneiro, garantiram a existência de recursos e a elaboração de uma folha extra para o pagamento imediato.

Eremita expressou desapontamento com o chefe do Executivo, acusando-o de mais uma vez não cumprir sua palavra e utilizar um argumento inexistente para evitar o pagamento do salário dos funcionários com o reajuste aprovado. Ela enfatizou que Colbert está transferindo para a Câmara um problema que é de responsabilidade dele, evidenciando a falta de compromisso do prefeito com os servidores, além de uma gestão considerada desastrosa para o município.

Foto: Prefeitura de Feira de Santana 

Copyright © 2023 Bahia Economica - Todos os direitos reservados.