segunda, 15 de abril de 2024
Euro 5.5077 Dólar 5.1905

ENTREVISTA COM PRÉ-CANDIDATO PARA PREFEITURA DE CAMAÇARI O RADIALISTA E PUBLICITÁRIO OSWALDINHO MARCOLINO (MDB)

João Paulo - 06/11/2023 06:00 - Atualizado 06/11/2023

Bahia Econômica – O senhor foi oficializado como Pré-candidato à prefeitura em Camaçari. Quais os pontos da cidade que na sua visão precisam ter maior foco da prefeitura na próxima gestão?

Oswaldinho Marcolino – Uma cidade como Camaçari, que segundo o censo mais recente do IBGE, é o município com a 5ª maior receita entre os municípios da região Nordeste, ficando portanto à frente de cinco capitais, e de todos os outros municípios dos nove estados da região, não pode submeter seus contribuintes à fila estadual da regulação. Camaçari precisa urgentemente de um Hospital Público Municipal. É a solução para esse grave problema de saúde, que aflige boa parte da população. E tenho a convicção da necessidade e urgência de construir esse equipamento para cuidar da saúde da nossa população, já no primeiro ano de governo, caso eu seja o próximo prefeito. Ainda na área da saúde, vou construir duas novas UPA’S na cidade. Uma na sede do município e outra na Orla. Além de um Centro de Atenção e Cuidado para Crianças Autistas. Vamos fazer a Universidade Pública Municipal e criar a Cidade Universitária. Atraindo também, por meio de incentivos, as faculdades particulares de Salvador e outros municípios da Região Metropolitana. Também na educação, teremos escolas em tempo integral e ensino profissionalizante. No transporte público, vou garantir a gratuidade nas linhas de ônibus, que serão elétricos. Unindo justiça social e respeito ao meio ambiente. Acabando com o uso de combustível fóssil e consequentemente, com a emissão de gases poluentes pelos ônibus. Vou legalizar o transporte alternativo, criando o Táxi Solidário. Dentre outros projetos importantes. São cerca de vinte propostas, que irão elevar Camaçari à condição da metrópole que ela pode e vai ser.

Bahia Econômica – O MDB está na base do governador Jerônimo Rodrigues, o senhor espera contar com apoio do PT e sua alta cúpula nas eleições?

Oswaldinho Marcolino – Eu sou membro filiado ao MDB há dezoito anos. Por dez anos, fui presidente da legenda em Camaçari. Minha relação com a direção estadual do partido é sólida e duradoura. E já tive a garantia dos líderes do MDB da Bahia, que conto com o apoio deles para ser candidato a prefeito de Camaçari. Inclusive, Geddel Vieira Lima, em recente publicação no seu perfil do Instagram, confirmou ao falar do meu crescimento e experiência administrativa, que me considera a melhor opção para governar Camaçari.

Bahia Econômica – Quais os critério que o senhor vai utilizar para negociar a chapa e escolher seu vice?

Oswaldinho Marcolino – Jamais podemos esquecer, que a função constitucional de um vice prefeito, é substituir o prefeito, nos casos previstos na legislação. Portanto, além de popularidade e aceitação popular, um critério inegociável para escolha de quem irá ocupar o lugar de vice na minha chapa, é experiência administrativa, e claro, espírito público.

Bahia econômica – O estado como um todo sofre uma onda de violência grande e Camaçari não está fora. Como o senhor pretende combater esse mal?

Oswaldinho Marcolino – Um dos meus projetos para Camaçari, e a criação da Guarda Civil Municipal. Armada e treinada, com os mesmos protocolos da preparação e capacitação  técnico, tático e físico, da Polícia Militar e Polícia Federal. Com a Guarda Municipal, trabalhando conjuntamente com a PM e Polícia Civil, nossa população terá muito mais segurança para frequentar os espaços públicos com tranquilidade.

Bahia Econômica – A chegada da BYD no sitio da Ford deve trazer uma gama maior de receita para o município. Não só de impostos, mas também de diversos outros fatores. Como a prefeitura deve se preparar para isso?

Oswaldinho Marcolino – Estaremos prontos para receber a montadora BYD, ajudando na formação e qualificação da mão de obra local. Além disso, faremos um trabalho de atração de empresas siatemistas, tão necessárias à operação da BYD. Eu conheço isso, e sei como fazer. Dessa forma, a geração de emprego e renda, vai muito além do espaço físico da montadora. Alcançando muitas outras empresas, que tenham atividades correlatas, à produção de veículos e ônibus elétricos, como é o caso da montadora chinesa. Meu objetivo, é elevar Camaçari para outro patamar. Tanto de desenvolvimento econômico, com foco em tecnologia e inovação, quanto em justiça social.

Copyright © 2023 Bahia Economica - Todos os direitos reservados.