segunda, 22 de julho de 2024
Euro 6.0633 Dólar 5.5784

EM 2021, BAHIA TEM MAIOR NÚMERO DE UNIDADES EMPRESARIAIS EM 13 ANOS DE SÉRIE HISTÓRICA

João Paulo - 26/10/2023 11:00 - Atualizado 26/10/2023

Em 2021, o setor empresarial na Bahia apresentou crescimento demográfico, com aumento na taxa de entrada em atividade de unidades locais e queda na taxa de saída. Com isso, naquele ano, o estado chegou ao maior número de unidades locais empresariais ativas em toda a série histórica do IBGE, iniciada em 2008.

No segundo ano mais intenso da pandemia de COVID-19, 43.785 unidades locais de empresas entraram em atividade na Bahia, ou seja, começaram a funcionar ou voltaram a abrir as portas, depois de terem ficado até dois anos fechadas. Esse contingente foi maior do que o registrado entre 2019 e 2020, quando 37.828 unidades locais abriram ou reabriram no estado.

Com isso, a taxa de entrada em atividade de unidades locais empresariais na Bahia avançou de 16,5% em 2020 para 18,0% em 2021. Além do aumento no total de empresas entrando em atividade, houve diminuição no número de saídas de unidades locais na Bahia, de 33.784 em 2020 para 30.242 em 2021, menor contingente de toda a série histórica. Assim, a taxa de mortalidade empresarial no estado caiu de 14,7% para 12,5%.

A mortalidade menor do que a natalidade somada às reentradas levou o setor empresarial baiano a crescer de tamanho entre 2020 e 2021 (+5,9%), chegando a 242.721 unidades locais de empresas em atividade, o maior número no estado desde 2008, início da série histórica da Demografia das Empresas.  Foi o terceiro crescimento consecutivo do número de unidades locais na Bahia e num ritmo mais intenso (+5,9%). Entre 2018 e 2019, o avanço havia sido de 2,9%; e, entre 2019 e 2020, de 1,8%.

No Brasil como um todo, entre 2020 e 2021, o número de unidades locais empresariais também aumentou pela terceira vez consecutiva. Nesse período, 995.260 unidades locais de empresas começaram a funcionar no país (entre nascimentos e reentradas), e a taxa de entrada ficou em 17,5%. Por outro lado, 657.209 unidades locais fecharam as portas, com uma taxa de mortalidade de 11,5%.

Em 2021, 5,693 milhões de unidades locais empresariais estavam em funcionamento em todo o país, 6,3% a mais do que em 2020 (mais 338.091 em números absolutos). Se considerarmos apenas as unidades que nasceram em 2021, a Bahia teve uma taxa de natalidade empresarial de 14,9%, o que significa que 36.122 empresas começaram a funcionar pela primeira vez naquele ano. Isso representa uma crescimento de 22,6% frente a 2020, quando haviam nascido 29.474 unidades empresariais no estado (6.648 a menos, numa taxa de natalidade de 12,9%).

Foto: Puxabay

Copyright © 2023 Bahia Economica - Todos os direitos reservados.