quinta, 23 de maio de 2024
Euro 5.5773 Dólar 5.155

DEPUTADO BAIANO ATRIBUI DIVERGÊNCIAS COM O TEXTO SENADO COMO A CAUSA DO ADIAMENTO DA VOTAÇÃO DO MARCO FISCAL NA CÃMARA DOS DEPUTADOS

LUANA NEIVA - 03/08/2023 19:51 - Atualizado 03/08/2023

A discussão sobre o novo marco fiscal proposto pelo ministro Fernando Haddad enfrentou um adiamento para a próxima semana, conforme decisão do presidente Arthur Lira. De acordo com o deputado Cláudio Cajado (PP-BA), relator do novo marco fiscal na Câmara, a votação da proposta foi adiada devido a divergências de opiniões relacionadas ao texto aprovado pelo Senado.

Em entrevista ao J10 na GloboNews, Cajado explicou que durante reunião com líderes partidários, surgiram discordâncias sobre a abordagem a ser adotada em relação ao texto do Senado. Enquanto alguns líderes defendiam a manutenção do que foi votado pelo Senado, alegando que houve um viés mais político do que técnico, outros discordavam dessa abordagem.

Em resultado dessas divergências, ficou acordado que a votação do marco fiscal será realizada na próxima semana.

Vale ressaltar que o novo marco fiscal já havia sido aprovado pela Câmara de Deputados, mas sofreu alterações ao chegar no Senado, o que torna necessária uma nova apreciação pela Câmara. Essa medida é essencial para o planejamento do Orçamento da União de 2024, pois substituirá o teto de gastos.

Enquanto a expectativa cresce para a próxima semana, as atenções se voltam para os esforços de diálogo e negociação entre os parlamentares a fim de superar as divergências e garantir que o marco fiscal seja aprovado com êxito, proporcionando um cenário mais estável e favorável para a economia brasileira.

Foto: Divulgação / Assessoria

Copyright © 2023 Bahia Economica - Todos os direitos reservados.