segunda, 17 de junho de 2024
Euro 5.796 Dólar 5.4125

IBGE-BA: APÓS TRÊS MESES EM QUEDA, INFLAÇÃO DA RM SALVADOR VOLTA A SUBIR EM OUTUBRO (0,61%)

Redação - 10/11/2022 11:30 - Atualizado 10/11/2022

Em outubro, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), medida oficial da inflação, calculado pelo IBGE, ficou em 0,61% na Região Metropolitana de Salvador (RMS).

Com esse resultado, a RMS voltou a apresentar aumento médio de preços após três meses consecutivos de deflação (-1,06% em julho, -0,17% em agosto e -0,32% em setembro). Ainda assim, considerando todos os meses do ano, foi o menor índice de inflação desde abril de 2021 (0,09%).

A inflação de outubro na RMS (0,61%) foi levemente mais intensa do que a verificada no país como um todo (0,59%) e o 7º maior índice, dentre as 16 regiões investigadas separadamente. No mês, todas elas tiveram aumentos médios nos preços, com os maiores sendo registrados na RM Recife/PE (0,95%), em Brasília/DF (0,87%) e na RM Porto Alegre/RS (0,76%).

No acumulado no ano de 2022, o IPCA na RM Salvador voltou a acelerar (aumentar mais do que no mês anterior), ficando em 5,61% (frente a 4,97% até setembro). O índice está acima do nacional (4,70%) e é o segundo maior do país, abaixo apenas da RM Rio de Janeiro/RJ (5,93%).

Nos 12 meses encerrados em outubro, porém, a RM Salvador apresentou a sua quarta desaceleração seguida, ficando em 8,21% (havia sido de 8,87% nos 12 meses encerrados em setembro). Ainda assim, continua acima do indicador nacional (6,47%) e se manteve como a mais elevada do país. O quadro a seguir mostra o IPCA para Brasil e áreas pesquisadas, no mês, no ano e nos 12 meses encerrados em outubro de 2022.

Copyright © 2023 Bahia Economica - Todos os direitos reservados.