CACÁ LEÃO DIZ QUE ALIANÇA DO PP COM PT ACABOU POR DISTANCIAMENTO DE POSICIONAMENTO

CACÁ LEÃO DIZ QUE ALIANÇA DO PP COM PT ACABOU POR DISTANCIAMENTO DE POSICIONAMENTO

Em entrevista à Rádio CBN Salvador o pré-candidato ao senado Cacá Leão explicou que a aliança entre PT e PP não acabou simplesmente por causa de uma entrevista. Segundo Cacá, houve distanciamento de posicionamentos.  “Uma história que foi construída ao longo de uma vida, não poderia ter terminado numa entrevista de rádio”, disse Cacá Leão (PP), pré-candidato ao Senado Federal na chapa de ACM Neto (União Brasil), ao lamentar a forma como o Partido dos Trabalhadores tratou o vice-governador e ex-aliado, João Leão (PP)., realizada nesta terça-feira (28), o progressista reforçou que o PP nunca deu nenhum motivo para o PT tratar o vice com “descaso”.

“Quando você respeita as pessoas, você respeita a história das pessoas, mesmo que a decisão seja dura e difícil de ser tomada, você deve comunicar a essa pessoa. Tem que chamar a pessoa e dizer que não da para seguir com o combinado. Política as vezes exige isso, mas você ir a um rádio dar uma notícia e ainda dizer que não comunicou às pessoas antes porque não gostaria que essa notícia fosse vazada, é uma demonstração de falta de confiança muito grave”, disse.

Declaração de Cacá foi relacionada a entrevista do senador Jaques Wagner (PT) à Metrópole, no início do último mês de março, quando comunicou o cancelamento do acordo com o PP. Alinhamento colocaria o vice João Leão como governador até o fim do ano, após Rui Costa (PT) deixar o cargo para disputar uma vaga no Senado Federal, e o senador Otto Alencar (PSD) a vaga de governador. “O PP nunca deu nenhum tipo de motivo nem fez nenhum tipo de ruído.[…] Tenho convicção que o nosso partido e o vice João Leão sempre foram muito leais ao projeto. Houve uma discordância não só na atitude, como também na forma que foi comunicado”, afirmou Cacá.

Foto: divulgação