TURISMO NA BAHIA TÊM LEVE QUEDA FRENTE A OUTUBRO, DIZ IBGE

TURISMO NA BAHIA TÊM LEVE QUEDA FRENTE A OUTUBRO, DIZ IBGE

Em novembro, as atividades de serviços ligadas ao turismo na Bahia recuaram 0,4% frente ao mês anterior (com ajuste sazonal). Este foi o segundo resultado negativo consecutivo para o estado no indicador, porém apresentando uma queda bem menos intensa que a registrada na passagem de setembro para outubro (-7,7%). A Bahia foi um dos únicos quatro estados que apresentaram queda entre os 12 onde o agregado de turismo é pesquisado separadamente, e apresentou o 3º pior resultado do país, superior apenas ao Espírito Santo (-1,1%) e Pernambuco (-1,1%).

No Brasil como um todo, houve crescimento (4,2%), e os melhores resultados ficaram com São Paulo (8,0%), Paraná (6,3%) e Distrito Federal (5,3%). Entretanto, na comparação com novembro de 2020, a Bahia teve o 2º melhor resultado do país (44,5%), com crescimento superior ao registrado no Brasil como um todo (25,5%), e ficando atrás apenas do resultado registrado em Minas Gerais (48,3%). Todas as 12 unidades da Federação pesquisadas mostraram crescimento. Além disso, a Bahia tem os melhores resultados dentre as UFs pesquisadas no acumulado de janeiro a novembro e nos 12 meses encerrados em novembro.

No acumulado do 2021, a Bahia avançou 49,3%, frente a 21,1% no país como um todo. Já nos 12 meses encerrados em novembro (frente aos 12 meses imediatamente anteriores), o volume de serviços ligados ao turismo no estado teve alta acumulada de 39,4%, frente a um indicador nacional de 13,9%. Em ambas as comparações, as 12 unidades da Federação pesquisadas mostram crescimentos, mas todos abaixo dos verificados na Bahia.

Foto: divulgação