SURTO DE GRIPE: SAIBA COMO PROTEGER O AMBIENTE DE VÍRUS E BACTÉRIAS

SURTO DE GRIPE: SAIBA COMO PROTEGER O AMBIENTE DE VÍRUS E BACTÉRIAS

Infelizmente, a Bahia vem passando por um novo surto de contaminação. Dessa vez, os casos confirmados para a gripe Influenza A, subiram e vem preocupando as autoridades. Com os casos de coronavírus ainda ativos e voltando a aumentar, e a chegada do verão, onde as cidades ficam ainda mais cheias, é importante associar o uso de máscara e isolamento social com a higienização correta dos ambientes. Pisos, maçanetas, interruptores e outras superfícies e objetos tocados com frequência devem ser higienizados regularmente, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS).

Produtos de limpeza comuns no armário de casa, como sabão, desinfetantes, água sanitária e álcool, são grandes aliados para realizar de forma eficaz a limpeza. Indicada pelo Conselho Federal de Química (CFQ) na prevenção de vírus e bactérias, a água sanitária pode ser utilizada para desinfetar máscaras de tecido na cor branca, compras, maçanetas e outros objetos. Nestes casos, é recomendada a solução de 25 ml (meio copinho de café) para cada litro de água.

Já a dose máxima indicada, de 50 ml para 1 litro de água, pode ser utilizada para limpeza de pisos, solas de sapatos, áreas abertas e sanitários. “A água sanitária promove o rompimento da parede celular do vírus pela ação do ácido hipocloroso resultante da hidrólise do hipoclorito de sódio (componente ativo). Para a desinfecção com compostos clorados, o pH ideal indicado é entre 6,5 a 8,5, por isso sua recomendação para uso em solução”, explica a Coordenadora Química da Brilux, Christina Campos.

A especialista reforça que a combinação de água e sabão ou sabonete, seja ele em barra ou líquido, também ajuda no processo de higienização. “O sabão ou sabonete são agentes emulsificantes que  tem a função de limpar e remover sujeiras. Devido a sua propriedade de detergencia, estes produtos agem quebrando a camada de proteçao dos vírus, formada por  gorduras, matando estes microorganismos”, esclarece a especialista da Brilux.

Outras opções eficientes são os desinfetantes e o álcool 70%. Christina explica que a limpeza adequada com estes produtos ajuda na remoção de microrganismos aderidos na superfície, o que reduz os riscos de contaminação. “Os desinfetantes possuem na sua composição agentes de detergência e bactericida que promovem a limpeza e higienização das superfícies. O álcool 70% também tem ação de desinfecção, com eficácia comprovada”, completa a química.

Foto: divulgação