BAHIA TEM 35 MORTES POR GRIPE H3N2 EM DOIS MESES

BAHIA TEM 35 MORTES POR GRIPE H3N2 EM DOIS MESES

A Bahia tem 1.447 casos de Influenza A, com 35 mortes, de 1º de novembro de 2021 até 4 de janeiro deste ano. O total de 259 evoluiupara Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). Os dados são da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), divulgados nesta terça-feira, 4.

Do total, 881 (60,1%) são residentes em Salvador. Os óbitos foram registrados em residentes de Salvador (30), Camaçari (1), Laje (1), Teixeira de Freitas (1), Urandi (1) e Valença (1).

Do total de mortes, 19 (54,3%) ocorreram no sexo feminino e 16 (45,7%) no sexo masculino. A maioria ocorreu na faixa etária acima de 80 anos (17 óbitos; 48,6%). Os outros ocorreram nas faixas de 70 a 79 anos (5 óbitos), 60 a 69 anos (5), 50 a 59 anos (3), 40 a 49 anos (2), 30 a 39 anos (1) e 10 a 14 anos (2 óbitos). Verificou-se presença de comorbidades e/ou condições de risco para o agravamento da doença em 27 (77,2%) óbitos.

Neste contexto, cabe reforçar que os casos de SRAG requerem notificação compulsória imediata para adoção de medidas pertinentes de prevenção, controle e tratamento da Influenza, para a qual, diferentemente da COVID-19, existe opção terapêutica eficaz para impedir uma evolução desfavorável do quadro clínico.

 

Foto: Reprodução