CONTRA MEC, UFBA MANTÉM EXIGÊNCIA DE PASSAPORTE DA VACINA

CONTRA MEC, UFBA MANTÉM EXIGÊNCIA DE PASSAPORTE DA VACINA

A Universidade Federal da Bahia (UFBA) se posicionou contrária à decisão do ministro da Educação, Milton Ribeiro, de proibir a exigência do comprovante de vacina contra o coronavírus em instituições federais de ensino.

“Está em fase de conclusão formulário destinado a toda comunidade UFBA, por meio do qual teremos ciência da situação vacinal de docentes, técnicos, estudantes e terceirizados, solicitando-lhes então a devida regularização, caso não tenham completado o esquema vacinal pertinente. Tal conhecimento, resultante de um diálogo com a comunidade, servirá como base para os protocolos de verificação a serem adotados, visando a favorecer a vida e não o vírus, em consonância com o Plano de Contingência e Medidas de Biossegurança para realização de atividades presenciais na UFBA”, diz nota, intitulada “A UFBA escolhe a vida” enviada pela instituição.

Ainda de acordo com nota da UFBA, a decisão do Ministério da Educação desrespeita a autonomia das universidades – “instituições que não podem, por sua natureza, render-se ao obscurantismo e ao negacionismo”.

Em despacho publicado no Diário Oficial da União nesta quinta, o ministro da Educação informou que não exigirá vacina contra a Covid-19 nas instituições federais de ensino.