AUMENTO DA POBREZA É PROBLEMA GLOBAL, DIZ GUEDES

AUMENTO DA POBREZA É PROBLEMA GLOBAL, DIZ GUEDES

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que o aumento da pobreza decorre de uma crise econômica global provocada pela pandemia de covid-19. Em apresentação do balanço de fim de ano da pasta, ele disse que o Brasil fez o “dever de casa” e que as medidas de apoio à economia tomadas em 2020 foram sentidas em 2021. Segundo o ministro, outros países, inclusive economias avançadas, experimentaram aumento da pobreza e da inflação neste ano. Ele comparou os efeitos econômicos da pandemia ao impacto de uma guerra.

“Alguns vão dizer que o Brasil está mais pobre. Sim, guerras empobrecem. O mundo todo ficou mais pobre. A inflação também está alta na Alemanha, Estados Unidos e China. É culpa do governo Bolsonaro? Falam que governo A ou B perderam menos empregos, mas algum outro governo enfrentou a covid? Então não podemos comparar”, declarou o ministro. O ministro criticou previsões do fim do ano passado de que a economia brasileira cresceria 3,5% neste ano, dizendo que o país chega ao fim de 2021 com expectativa de crescimento em torno de 5%. Para Guedes, a recuperação econômica em relação à fase mais aguda da pandemia acabou e deveu-se, em grande parte, às medidas de sustentação do emprego e da renda tomadas no ano passado.

“Isso tudo deu frutos neste ano, quando a economia se reergueu. A síntese de 2021 é que as previsões de que o Brasil iria dar errado falharam, a economia realmente voltou em ‘V’ e cresceu 5% neste ano”, reiterou Guedes. O ministro não comentou a queda de 0,1% do Produto Interno Bruto no terceiro trimestre, o que configura recessão técnica.

Foto: divulgação