ORÇAMENTO DO TURISMO DEVE FICAR AQUÉM DO NECESSÁRIO, DIZ MINISTRO

ORÇAMENTO DO TURISMO DEVE FICAR AQUÉM DO NECESSÁRIO, DIZ MINISTRO

O orçamento para o setor de Turismo no Brasil em 2022 deverá ficar aquém do necessário para a retomada do setor diante dos impactos causados pela pandemia. Nesta terça-feira, 21, o ministro da pasta, Gilson Machado Neto, fez um balanço do ano e discutiu as perspectivas p ciclo de 2022.

“Estamos em uma pandemia. Sempre fica abaixo do que a gente precisa. Espero que [o orçamento] venha sem cortes”, declarou Machado. O Congresso Nacional ainda não aprovou o orçamento de 2022. Nesta terça, 21, o projeto de lei orçamentária (PLO) foi votado na Comissão Especial do Parlamento e segue na apreciação do Plenário.

No relatório final do projeto de lei orçamentária, estão previstos R$ 674,6 milhões o Turismo. No total, foram reservados R$ 2,59 bilhões para o Ministério do Turismo, sendo R$ 699,3 milhões para pagamento de pessoal, R$ 606 milhões para outras despesas correntes, R$ 240 milhões para investimentos, R$ 300 milhões para inversões financeiras e R$ 751 milhões para reserva de contingência.

Para Machado, são necessários mais recursos – sobretudo para a ampliar a infraestrutura de turismo no país. “A maior demanda é infraestrutura, como orlas e rampas de acesso ao turismo náutico”, concluiu.

Foto: Reprodução