NA BLACK FRIDAY: VENDAS DE ALIMENTOS E BEBIDAS DISPARAM, ELETRÔNICOS DECEPCIONAM , SINALIZANDO COMO SERÁ O NATAL

NA BLACK FRIDAY: VENDAS DE ALIMENTOS E BEBIDAS DISPARAM, ELETRÔNICOS DECEPCIONAM , SINALIZANDO COMO SERÁ O NATAL

Foi uma Black Friday diferente e mostrou claramente como será o Natal. E o que mais chamou atenção foi que os eletrônicos e os eletrodomésticos deixaram de ser o queridinho do público e o setor mais procurado e disputado foi o de alimentos.

Segundo monitoramento da Neotrust, empresa especializada em dados de vendas virtuais, o setor de alimentos e bebidas sofreu um aumento exponencial em relação a 2019, com o  número de pedidos crescendo 77% em relação ao ano passado.  Foram mais de 6,1 milhões de pedidos até as 20h da sexta-feira e as vendas ficaram no mesmo patamar do ano passado, mas  considerando a inflação, o faturamento estava 4,2% menor.

Se o melhor desempenho foi do setor de alimentos, o pior foi o de entretenimento, que caiu 33%.  As vendas no setor de informática, por outro lado,  caíram 24% e no de telefones subiram 2%, em relação a 2020. O mesmo aconteceu com eletrodomésticos e ventilação, que amargou aumento de apenas 1% em comparação a dois anos atrás.

O levantamento refere-se a vendas digitais e os produtos mais procurados no varejo alimentar foram carnes, chocolates e bebidas alcoólicas, indicando que esse setor deve ter o melhor desempenho no Natal. Com informações da Folha de São Paulo.