COPOM DECIDE MANTER JUROS COM A MÍNIMA HISTÓRICA, EM 2% AO ANO

COPOM DECIDE MANTER JUROS COM A MÍNIMA HISTÓRICA, EM 2% AO ANO

A taxa básica de juros da economia brasileira estável vai ficar em 2% ao ano. A decisão foi tomada nesta quarta-feira (16), pelo Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom) e já era esperada pelo mercado. A medida interrompe um ciclo de cortes dos juros que vem desde julho do ano passado, foram nove reuniões seguidas do Copom com redução da taxa Selic. Em 2% ao ano, o juro básico já está na mínima histórica. A manutenção da Selic interrompe uma sequência de nove cortes consecutivos — sendo cinco só neste ano —, ocorridos ainda na esteira das preocupações sobre os efeitos do coronavírus no Brasil e no mundo.

O Copom fixa a taxa básica de juros, a Selic, com base no sistema de metas de inflação. Para 2021, a meta central de inflação é de 3,75% – e será oficialmente cumprida se o índice oscilar de 2,25% a 5,25%. O comitê já mira em 2021 porque decisões sobre juros demoram, segundo os economistas, entre seis e nove meses para gerar um impacto pleno na economia do país.

Foto: Divulgação