DOS CONTAMINADOS DE LENÇÓIS, MAIORIA É SERVIDOR

DOS CONTAMINADOS DE LENÇÓIS, MAIORIA É SERVIDOR

Até o último domingo (5), Lençóis não tinha um caso de coronavírus. Um dia depois, na segunda, a cidade teve o primeiro registro da doença. Já na terça-feira, no boletim epidemiológico divulgado pelo município, o número saltou para 21 casos, o que corresponde a um aumento percentual de 2.000%. Dos contaminados, 18 são servidores da prefeitura, incluindo o prefeito da cidade, Marcos Airton (PRB), conhecido como Marcão, e sua filha, que é a secretária de administração.

“Foi bom que o vírus veio através da gente, pois somos pessoas preparadas e tranquilas. Vamos saber viver o isolamento e conduzir a situação”, disse o prefeito. O primeiro caso registrado, no do dia 6 de julho, na segunda-feira, foi do filho de uma das servidoras da prefeitura. Não se sabe como ele foi contaminado.  “Quando ele procurou o serviço de saúde, já tinha sintomas há mais de cinco dias da doença. Com esse prazo, é desaconselhado o teste RT-PCR, o realizado pelo Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen).  Por isso, aguardamos mais uns dias para fazer o teste rápido, que positivou”, explicou Gisela Andrade, coordenadora das ações de enfrentamento e combate ao covid-19.

Com o resultado, a vigilância epidemiológica do município iniciou o processo de testagem nos familiares do contaminado. Irmão, pai e mãe, que é a servidora municipal, positivaram. Depois, os funcionários da prefeitura que tiveram o contato com a funcionária começaram a ser testados e 18 receberam o diagnóstico da doença. “Realizamos a desinfecção de toda a sede da prefeitura e ainda estamos nesse processo de testagem dos funcionários, para que aqueles que negativarem consigam voltar ao trabalho que é essencial”, disse Gisela. O prefeito Marcão explicou que a servidora contaminada trabalha no setor de licitação, que se relaciona com outros órgãos do município. Por isso, os servidores contaminados fazem parte de diversos setores da prefeitura.

Marcão disse ainda que muito dos servidores já estavam trabalhando em home office, mas alguns ainda frequentavam a prefeitura. Todos os contaminados estão em casa, isolados, e são monitorados pela vigilância epidemiológica. Apenas o primeiro caso do município apresentou sintomas da doença. Os outros 20 são assintomáticos, inclusive o do prefeito.

Foto: divulgação