SINDILOJAS DIZ QUE NOVA PRORROGAÇÃO DE NETO TRAZ INTRANQUILIDADE PARA O SETOR

SINDILOJAS DIZ QUE NOVA PRORROGAÇÃO DE NETO TRAZ INTRANQUILIDADE PARA O SETOR

Por: João Paulo Almeida 

O prefeito de Salvador, ACM Neto, anunciou hoje (30) que vai prorrogar mais uma vez os prazos dos decretos de suspensão das atividades comerciais da capital baiana, em decorrência da pandemia do novo coronavírus. A expectativa era que nesta terça-feira (30) fosse anunciado um plano de retomada, mas os decretos foram prorrogados até o dia 7 de julho.  Com a decisão, continuam sem poder funcionar shoppings, bares, restaurantes, serviços não essenciais, teatros, casas de show e academia, entre outros.

Ao invés de prorrogar por 15 dias, como fazia normalmente, o gestor explicou que optou por um período mais curto porque está fechando um planejamento conjunto com o governo do estado para a retomada de algumas atividades, como mencionou ontem (veja aqui). “Fui bastante pressionando para que esse plano fosse apresentado antes, mas tudo foi feito dentro do seu tempo”, disse. “Tomamos o cuidado de definir as bases para essa retomada. Que indicadores precisariam ser alcançados para que as coisas pudessem começar a voltar. Nos debruçamos sobre isso”, acrescentou.

Em nota enviada ao portal Bahia Econômica, o presidente do Sindicato dos Lojistas do estado da Bahia, Paulo Mota, afirmou que a decisão do prefeito traz intraquilidade aos empresários da Bahia. “As sucessivas prorrogações dos decretos como o de hoje 30.06 traz intranquilidade para que nossos representados se organizem para atender a demanda de consumidores.Precisamos como representante do universo de empresas e geradores de emprego e renda nos unir e tomar medidas mas eficientes contra a gestão do prefeito”.

Foto: divulgação