RENAN CRITICA CORTES DO GOVERNO NA EDUCAÇÃO

RENAN CRITICA CORTES DO GOVERNO NA EDUCAÇÃO

Durante sessão plenária na tarde, o senador Renan Calheiros (MDB-AL) fez críticas aos cortes realizados pelo governo federal no orçamento das instituições de ensino e defendeu que o Congresso se posicione a respeito. Ele ainda comparou as medidas tomadas pelo governo quanto à educação com atitudes do regime nazista alemão. “Nos cabe alertar que a História vai se repetindo, desta vez como tragédia. Quem esquecerá de uma das páginas mais infames da História mundial? No dia 10 de maio de 1933, aconteceu a barbárie da queima de livros em praça pública, festejada pelos nazistas e intolerantes, poucos meses após a chegada de Hitler ao poder. Quanta coincidência: em um rastro de notícias falsas, o nazismo, depois de perseguir opositores, estimular a denúncia de professores comunistas, banir livros de filosofia, sociologia e história (…), fez a famosa fogueira pública de livros”, disse. Renan também fez críticas diretas ao ministro da Educação, Abraham Weintraub. “Esse ministro com histórico escolar medíocre deveria se chamar Abraham Trauma e não Weintraub. Entra para a História como exterminador do futuro, como aniquilador de gerações e idólatra da ignorância”, afirmou.