PRODUÇÃO DE SOJA NA BAHIA DEVE TER QUEDA DE 20,8% EM 2019

PRODUÇÃO DE SOJA NA BAHIA DEVE TER QUEDA DE 20,8% EM 2019

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, embora não haja prognóstico consolidado da safra de grãos por estado, os dados disponíveis até o momento indicam declínio de 20,8% na produção de soja na Bahia, com uma redução de 22,8% no rendimento médio. No país como um todo, em 2019, devem ser produzidas 118,8 milhões de toneladas do grão, um aumento de 0,9% em relação ao 2º prognóstico, em novembro, e crescimento de 0,8% em relação a 2018.

A área a ser plantada com a leguminosa é de 35,6 milhões de hectares, aumento de 0,5% em relação ao mês anterior e aumento de 1,9% em relação a 2018. O rendimento médio estimado é de 3 336 kg/ha, retração de 1,2% em relação a 2018, em decorrência das incertezas quanto ao clima durante o ciclo da cultura, ressaltando que, na safra verão 2018, houve abundância e regularidade de chuvas nos principais estados produtores, alçando-se um recorde de produção para o país, portanto, sendo uma base de comparação relativamente elevada.

O terceiro prognóstico para a safra 2019, a produção nacional de cereais, leguminosas e oleaginosas foi estimada em 233,4 milhões de toneladas, 3,1% acima da safra de 2018, o que representa 7,0 milhões de toneladas a mais. O crescimento deve-se, principalmente, às maiores estimativas de produções do milho (6,9 milhões de toneladas), caroço de algodão (199,7 mil toneladas) e soja (945,6 mil toneladas).

Houve declínio da estimativa de produção de arroz (567,3 mil toneladas) e feijão (90,7 mil toneladas). A área a ser colhida foi prevista em 62,2 milhões de hectares, 2,1% maior que a atual safra. Tiveram variação positiva o algodão herbáceo em caroço (17,1%,) a soja em grão (2,1%) e o milho em grão (3,6%). O arroz em casca e o feijão apresentaram variação negativa de 6,2% e 1,8%, respectivamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.