CVM ACUSA DILMA DE IRREGULARIDADES EM REFINARIA DA PETROBRAS

CVM ACUSA DILMA DE IRREGULARIDADES EM REFINARIA DA PETROBRAS

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) oficializou acusação contra 17 ex-executivos e ex-membros do conselho de Administração da Petrobras, dentre eles, o ex-presidente Dilma Rousseff, por possíveis irregularidades na construção da refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco.Aberto em março de 2016, o processo investiga a possível inobservância de deveres fiduciários de administradores. A ex-presidente foi presidente do conselho de administração da Petrobras até 2010, na época que era ministra-chefe da Casa Civil.

Outros membros do conselho também foram acusados, dentre eles, Fábio Colletti Barbosa, Sergio Quintella, Silas Rondeau, Luciano Coutinho, Guido Mantega e Jorge Gerdau, além dos ex-presidentes da empresa, como Sérgio Gabrielli e Maria das Graças Foster. Os ex-presidentes Dilma e Lula, além dos ex-ministros das gestões petistas Antonio Palocci e Guido Mantega viraram réus pelo crime de organização criminosa por supostos delitos cometidos na estatal.

Uma outra investigação da CVM aberta em junho apura se Dilma e outras 11 pessoas agiram de foram irregular na Petrobras na compra da refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.