RECEITA SUSPEITA DE FESTA DE R$ 600 MIL PARA FILHA DE SENADOR

RECEITA SUSPEITA DE FESTA DE R$ 600 MIL PARA FILHA DE SENADOR

O senador cassado Delcídio do Amaral entrou no radar da Receita Federal, que informou à Procuradoria Geral da República (PGR) suspeitas ações que, de acordo com o órgão, apontam crimes e “afronta” ao acordo de delação premiada.

Dentre os pontos que levantaram dúvidas ao fisco quanto à idoneidade do ex-senador está o pagamento de uma festa de 15 anos para a filha do político, evento que teria custado R$ 600 mil, sem comprovação da origem dos recursos, de acordo com a Receita.

De acordo a Receita Federal, há suspeitas de “pagamento de despesas pessoais do núcleo familiar do senhor Delcídio do Amaral Gomes”, sendo “inconsistente” a resposta dada por ele. Não há detalhes de quando a festa foi realizada, mas a investigação começou no ano passado.

“Junto às empresas contratadas para a organização do evento (festa de 15 anos) foram obtidas provas da efetiva quitação de tais despesas, da ordem de R$ 600 mil, sem que os valores tenham transitado nas contas bancárias de nenhum dos membros do núcleo familiar ou que tenham sido comprovadas fontes de disponibilidades em espécie”, afirmou a Receita.

O senador cassado fechou acordo de delação em 2016, após ter sido preso pela suspeita de tentar atrapalhar a delação do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró. Delcídio atualmente está em casa e cumpre prestação de serviços à comunidade – o que precisa fazer por seis meses, conforme prevê o acordo de delação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.