CANDIDATOS AO GOVERNO DO ESTADO APOSTAM ALTO NA PROPAGANDA NA TV

CANDIDATOS AO GOVERNO DO ESTADO APOSTAM ALTO NA PROPAGANDA NA TV

Os candidatos ao governo baiano apostam todas as suas fichas nos programas de TV, considerados momentos estratégicos para a aproximação com os eleitores. A propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão dos candidatos que concorrem às eleições de outubro começa hoje (31). No primeiro turno, a propaganda vai até 4 de outubro.

O candidato pelo MDB, José Santana e o candidato pelo Democratas, José Ronaldo, apostam inicialmente suas fichas na perspectiva de se apresentarem ao eleitorado, considerando que ambos não são tão conhecidos do eleitor soteropolitano, maior colégio eleitoral do estado.

O ex-prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo, incluiu depoimentos de simpatizantes à sua candidatura. Para tanto, escalou populares, mas também apostou num cabo eleitoral de peso, o prefeito de Salvador e presidente nacional do Democratas, ACM Neto. “José Ronaldo é competente. Você vai se surpreender”, diz o prefeito da capital.

A candidata a vice-governadora, a médica Mônica Bahia, ocupa lugar de destaque no primeiro programa de José Ronaldo, destacando a honestidade do candidato, que “morar na mesma casa há 44 anos”.

O governador e candidato à reeleição ao cargo, Rui Costa (PT), sai em vantagem dentre os seus concorrentes, por ser o mais conhecidos dentre todos, em função do cargo. Ainda assim, não fugiu ao script geral das apresentações essas sempre elogiosas á sua gestão.

No jungle de campanha, o “governador correria” ganhou outros atributos, como o de “coração trabalhador”. Mas o ponto alto da música é a alfinetada em adversários no cenário nacional: “num Brasil desgovernado, a Bahia não parou”, em referência à lenta e dolorosa saída da crise no período 2015/2016, portanto, ainda no governo Dilma.

Rui não foi o único a tentar uma ponte com os governos petistas nos últimos anos. O candidato pelo MDB, João Santana, fez questão de aparecer ao lado do ex-presidente Lula (PT), quando foi ministro da integração nacional, na era petista.

O ex-prefeito de Salvador João Henrique (PRTB) apostou em vincular sua imagem á do candidato Jair Bolsonaro (PSL). O partido de JH faz parte do palanque do militar da reserva no estado. A estratégia consiste numa iniciativa para compensar o pouco tempo de JH na TV, restrito apenas a alguns segundos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.