DEMANDA DOMÉSTICA DE AÉREAS CRESCE 2,09% EM MARÇO

DEMANDA DOMÉSTICA DE AÉREAS CRESCE 2,09% EM MARÇO

A demanda por voos domésticos (medida em passageiros-quilômetro pagos transportados, ou RPK) registrou alta de 2,09% em março ante o mesmo mês de 2017, segundo levantamento da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), que reúne os dados de suas associadas (Avianca, Azul, Latam e Gol). A entidade aponta que o desempenho revela uma redução do ritmo de crescimento médio do indicador, de quase 6,0%, dos últimos seis meses.

“Isso acontece porque a partir de agora as comparações passam a ser feitas contra o período em que a aviação doméstica já havia iniciado a recuperação após o ciclo de 19 meses de crise (agosto/15 a fevereiro/17)”, diz a Abear, acrescentando ainda que, em números absolutos, a demanda doméstica atingiu níveis recordes para março na série histórica.

Já a oferta doméstica de assentos (assentos-quilômetros ofertados, ou ASK) avançou 0,66% em relação a março de 2017. Com a procura por voos domésticos aumentando em nível acima do verificado para a capacidade, a taxa de ocupação doméstica subiu 1,12 ponto porcentual (p.p.) na comparação anual, chegando a 80,20% – melhor desempenho para esse mês na série histórica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.